Número de startups paranaenses cresce 36,4%

Mapeamento das Startups Paranaenses 2022, divulgado nesta quinta-feira (03.03), integra as ações do Sebrae 50+50

O número de startups vem crescendo no Paraná apesar da pandemia. O Mapeamento das Startups Paranaenses 2022, realizado pelo Sebrae Paraná, revela 522 startups a mais em relação ao estudo anterior, divulgado em fevereiro de 2021, totalizando hoje 1.956 startups em atividade em 108 municípios do Estado. O dado representa um crescimento de 36,4% na comparação com a edição do ano passado, quando o número de startups atingiu 1.434. No estudo realizado em 2019, eram 1.032 empreendimentos.

Em sua oitava edição, o levantamento foi realizado a partir de pesquisa aplicada às startups do estado, entre 15 de novembro e 15 de dezembro de 2021. Para o número total, foram consideradas 1.139 startups que já estavam ativas, após análise do estudo anterior, mais 817 respostas de novas startups.

“O Sebrae se dedica ao desenvolvimento das startups no estado onde acompanhamos a evolução, atuamos para diminuir gargalos e fortalecer o ecossistema que impacta na criação e promoção de negócios inovadores. Especialmente, neste ano em que comemoramos 50 anos, queremos fomentar esse movimento junto com nossos parceiros e os empreendedores para destacar ainda mais o Paraná neste setor”, pontua Julio Cezar Agostini, diretor de Operações do Sebrae Paraná.

Das 28 verticais econômicas analisadas, a que mais apresentou novos empreendimentos foi a Agrotech, com 59 novas startups na comparação com o ano anterior. Considerando os números totais, as verticais com a maior quantidade de startups atualmente são: Agrotech, com 200 negócios; IT & Com tem 193 empresas; Healthtech & Wellness, 140; Edutech, 107; e Construtech, 100 startups.

Um indicador positivo ratificado por este último estudo é o número crescente de mulheres entres os fundadores de startups. No mapeamento 2021/2022, 64% das startups têm homens como fundadores e 36% têm mulheres como criadoras do negócio. No levantamento anterior, eram 77,3% homens e 22,7% mulheres. Já em 2019, eram 84% homens e 16% mulheres.

Além do número geral de novas startups, o estágio dos 817 negócios que entraram para o mapa mostra um setor impulsionado por oportunidades de um mercado em reinvenção por causa da pandemia. Isso porque 253 negócios, a maior parte dos empreendimentos mapeados (31,5%), estão em fase de descoberta, sendo 189 surgidos em 2021. Em fase de ideação, outras 67 startups (8,3%) têm equipe e modelo de negócios definidos e 79 já possuem protótipos em construção (9,8%).

Em fase mais madura, há 62 startups em operação com produto funcional (7,7%) e 143 com os primeiros clientes pagantes (17,8%). Em fase de tração, foram mapeadas 182 empresas. Há, ainda, 18 startups em fase de escala ou empresa de grande porte (2,2%). As consideradas “experientes”, criadas antes de 2015, são 184 (9,5%).

Inovação

Rafael Tortato, coordenador de startups do Sebrae Paraná, atenta para o crescimento das empresas ligadas ao setor de tecnologia e inovação em um ano fortemente impactado pelas restrições referentes à Covid-19.

“O estudo revela o crescimento do setor, mesmo em cenário de crise econômica. Outro fator a ser observado é a capilaridade. Mesmo com 76% em dez municípios, identificamos startups em 108 municípios paranaenses. Essa é uma característica do nosso Estado e demonstra que é possível inovar em qualquer região”, analisa Tortato.

O coordenador pontua que esta é a terceira edição consecutiva no formato de censo e que o mapeamento reflete a evolução dos ecossistemas de inovação.

“Os resultados sinalizam os setores mais promissores e as tendências. O Sebrae também utiliza o mapeamento para direcionar ações. Neste ano, serão feitos investimentos e ações para fomentar novas startups e também para aquelas que precisam crescer e/ou receber aporte de investidores”, conclui Tortato.

Distribuição no Estado

Das regiões que mais concentram startups, a região metropolitana de Curitiba e Litoral aparece em primeiro lugar, com 485 startups mapeadas (25% do total). Na sequência, estão a regional de Londrina (379 ou 19%), a de Pato Branco (355 ou 18%), de Cascavel (325 ou 17%), regional de Maringá (304 ou 15%) e de Ponta Grossa (109 ou 6%). Os municípios com maior número de startups são os polos de cada regional: Curitiba, Ponta Grossa, Maringá, Londrina, Pato Branco e Cascavel, além de outros menores que vêm ganhando destaque.

O estudo completo está disponível no link: https://www.sebraepr.com.br/startup-pr/mapeamento/

Sobre o Sebrae 50+50

Em 2022, o Sebrae celebra 50 anos de existência, com atividades em torno do tema “Construir o futuro é fazer história”. Denominado Projeto Sebrae 50+50, a iniciativa enfatiza os três pilares de atuação da instituição: promover a cultura empreendedora, aprimorar a gestão empresarial e desenvolver um ambiente de negócios saudável e inovador para os pequenos negócios no Brasil. Passado, presente e futuro estão em foco, mostrando a evolução desde a fundação em 1972 até os dias de hoje, com um olhar também para os novos desafios que virão para o empreendedorismo no país.

CONTATO COM O COLUNISTA   pietrobelliantonio0@gmail.com

Últimas notícias

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui