Alemã HORSCH lança novo pulverizador no mercado brasileiro

Em ‘modo transporte’, máquina agrícola fica com cerca de três metros de largura, sem nenhum ajuste mecânico, permitindo o deslocamento em rodovias sem a necessidade de batedores.

A multinacional alemã HORSCH, fabricante de máquinas agrícolas, está lançando no mercado brasileiro o novo pulverizador Leeb VL, que apresenta cinco seções independentes que garantem máxima adaptação ao solo, além de contar com um tanque de 5 mil litros e 7 agitadores, com o maior rendimento operacional. Trata-se de um modelo que permite agilidade, economia e precisão no campo.

 

    

Segundo a equipe da HORSCH, o projeto do pulverizador foi totalmente voltado a melhorar a qualidade e a eficiência da aplicação. Com uma versatilidade operacional, o Leeb VL conta com um ajuste hidráulico de altura de vão livre (variando de 1,60 até 2 metros) que possibilita aplicações mais tardias em culturas maiores, além de ter a largura da bitola regulável para maior estabilidade e um sistema inteligente de tração inovador, com menos compactação do solo.

Outro diferencial do equipamento é que ele atende às necessidades dos produtores rurais, que buscam por mobilidade no transporte. Em ‘modo transporte’, o pulverizador fica com cerca de três metros de largura, sem nenhum ajuste mecânico, permitindo o deslocamento em rodovias sem a necessidade de batedores.

Mercado promissor

Atualmente, o Brasil é o quarto maior exportador mundial de produtos agropecuários, com o montante de aproximadamente USD 100,7 bilhões, segundo o Ministério da Agricultura, com grande perspectiva de crescimento acelerado. Para se ter uma ideia, nos próximos três anos, o plano, aprovado pela Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), e divulgado no início de abril, é ampliar safras como a de trigo, de 7,7 milhões para aproximadamente 300 milhões.

“Para a expansão do mercado agrícola brasileiro continuar avançando é preciso que a tecnologia esteja de mãos dadas com o produtor rural do plantio até a colheita, por isso, aumentamos as nossas produções nacionais”, finaliza Rodrigo Duck, diretor-geral da HORSCH.

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui