Como prevenir alergias e doenças de outono nas crianças

O ar mais seco e frio é uma das características do outono, época do ano que antecipa o inverno e que também traz algumas preocupações para a saúde, principalmente em relação às crianças. 

Nesta época do ano, já é possível observar o aumento de resfriados, gripes e laringites agudas. Devido às baixas temperaturas, os ambientes ficam mais fechados e com menos circulação de ar, aumentando a transmissão dos vírus respiratórios. 

Mas segundo a pediatra do Hospital Otorrinos Curitiba, Dra. Juliana Murata, é possível proteger os pequenos e alertar os pais sobre algumas formas importantes de prevenção. O tempo mais seco e mais frio pode desencadear sintomas respiratórios, pois é um irritante das vias aéreas. Crianças com asma e rinite acabam ficando mais sintomáticas. 

Crianças que vão para escolinha estão sempre em contato com outras crianças, e a transmissão de vírus acaba sendo maior. Por isso é importante que tanto os pais em casa quanto os professores nas escolas deixem os ambientes arejados e orientem sempre sobre a higienização das mãos. São atitudes simples, mas extremamente importantes para a prevenção das infecções respiratórias”, orientou a médica.

Outra dica é fazer a higienização das superfícies e o isolamento de crianças com quadros infecciosos. 

Crianças podem usar soro fisiológico?

Em adultos e nas crianças, o soro fisiológico é um grande aliado para a higienização do nariz nesta época do ano. 

De acordo com a pediatra, o soro nasal ajuda a limpar o muco produzido, reduz a tosse e o inchaço nasal (nariz trancado), limpa alérgenos, vírus e bactérias das vias aéreas. 

Uma dica legal é toda vez que a criança chegar da escola/ creche, lavar o nariz com soro fisiológico, pois ele vai retirar os microorganismos que eventualmente a criança trouxe da escola, evitando o desenvolvimento da doença. O ideal é o uso do soro pelo menos uma vez ao dia”, lembrou.

Como aumentar a imunidade das crianças

Para a doutora Juliana, não existe uma fórmula mágica para aumentar a imunidade de crianças saudáveis. O ideal é investir na boa alimentação e manter os pequenos em movimento.

A alimentação das crianças deve ser balanceada, com frutas e verduras.

Uma boa alimentação, a prática regular de atividades físicas, um sono adequado e as vacinas em dia são os pilares para manter uma saúde adequada na criança. Além disso, é importante manter o acompanhamento de rotina com o pediatra também”, ressaltou.

Lembrando que crianças com asma acabam sentindo mais o clima dessa época do ano. Por isso, é interessante agendar uma consulta com um médico especialista (pneumologista, alergista, pediatra). 

Uso de umidificador pelas crianças

Muitos pais ficam em dúvida se as crianças podem ficar em ambientes com umidificadores. Segundo a pediatra, não há problemas em relação ao uso deles, desde que os aparelhos sejam higienizados corretamente. 

O aumento da umidade do ar pode facilitar a respiração em crianças com asma ou rinite, principalmente durante um resfriado. Mas reservatórios e filtros sujos podem gerar o crescimento de fungos e bactérias rapidamente. O ideal é fazer uma higienização a cada 3 dias”, recomendou.

Incentive a criança a beber água

Às vezes, é difícil fazer com que a criança beba água. Por isso, o exemplo da família é muito importante.

A criança vive de exemplos, portanto, é fundamental que todos em casa tenham uma boa hidratação e incentivem a criança a adquirir esse hábito. Na escola, o ideal é que a criança tenha sua própria garrafinha. É legal também os pais e professores lembrarem ou oferecerem para a criança beber água durante o dia”, resumiu.

Mito ou verdade?

Sabe aqueles conselhos das nossas mães e avós que se perpetuam de geração em geração? Separamos alguns a seguir, e a doutora Juliana esclareceu se é verdade ou não, confira!

Tomar sorvete dá dor de garganta.

Tomar sorvete não causa dor de garganta.

Mito. Em alguns casos, alimentos mais frios até aliviam as dores de garganta. Mas falando em infecções de garganta, tomar sorvete não tem relação nenhuma. As infecções são causadas por vírus e bactérias. 

Sair desagasalhado causa gripe.

Mito. A gripe é causada por vírus. O que acontece é que o ar gelado pode irritar as vias aéreas, desencadeando sintomas de coriza, obstrução nasal e às vezes tosse. 

Sair do banho quente e pegar vento faz mal.

Mais ou menos verdade. Embora não cause uma doença, como gripe ou resfriado, o vento frio pode causar sintomas respiratórios como coriza, obstrução nasal e tosse. 

Diretor Técnico do Hospital Otorrinos Curitiba: Dr. Ian Selonke – CRM-PR 19141 | Otorrinolaringologia

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui