Hora de mudar? Quais as consequências de um ambiente de trabalho ruim?

Ninguém gosta de trabalhar em um ambiente pesado e uma pesquisa realizada pela Universidade de Brasília (UnB), em parceria com o Instituto Nacional de Seguro Social (INSS), revela que 48,8% dos trabalhadores que se afastam por mais de 15 dias do trabalho sofrem com algum transtorno mental, sendo a depressão o principal deles. Trabalhar é essencial para se sentir realizado. É verdade que o desempenho e a eficiência nas tarefas influenciam – o fator individual de cada colaborador.

Mas como saber que o ambiente está ruim? Eliane Catalano, Coordenadora de Recrutamento e Seleção da consultoria RH NOSSA selecionou algumas “pistas” que podem indicar que o clima está ruim e é hora de procurar um novo destino.

1 – Distribuição injusta de tarefas
2 – Falta de flexibilidade ou facilidades para conciliar a vida profissional e pessoal
3 – Falta de motivação de ir até o trabalho
4 – Falta de feedback por parte da liderança
5 – Má comunicação e falta de criatividade
6 – Falta de camaradagem interna

O funcionário Arnoldo* (nome fictício) conta que trabalhava em uma empresa em que a chefia fazia microgerenciamento de todas as atividades e proibia coisas como beber ou comer qualquer lanche durante o expediente: “alguns colegas se escondiam no banheiro para poder comer algo. O trabalho era exaustivo e ficava ainda pior com esse clima criado” conta Arnoldo.

Para um ambiente de trabalho ruim, não é necessário que todas essas pistas estejam acontecendo ao mesmo tempo. Qualquer um destes fatores é suficiente para gerar um clima no qual não se pode progredir profissionalmente: “para a saúde mental do funcionário, o melhor, ainda que pareça estranho em tempos de pouco emprego é procurar outra oportunidade, a saúde, e o próprio crescimento profissional, agradecem” finaliza Catalano

 

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui