Encontro Paranaense de Bibliotecários vai debater a Responsabilidade social do Bibliotecário

Palestrante abre os trabalhos do 2º dia de evento

Você já se questionou sobre a responsabilidade social de um bibliotecário? Apesar de não questionarmos isso, um bibliotecário exerce papel importante na sociedade seja pelo estímulo na leitura ou mesmo na escolha literária de uma biblioteca.

E isso é o que Waldomiro de Castro Santos Vergueiro vai abordar em sua palestra durante o 7º Encontro Paranaense de Bibliotecários e Encontro Sul Brasileiro de Bibliotecários no dia 26 de maio a partir das 8h45.

Questionado o porquê de abordar a responsabilidade social dos bibliotecários, Vergueiro afirma que: “nenhuma profissão existe no vazio. Todas elas existem para atender a uma necessidade da sociedade. Isso implica numa responsabilidade social por parte do profissional, ou seja, a de dar conta de preencher ou responder de forma adequada àquela demanda da sociedade.

Ele aponta que no caso do bibliotecário, essa responsabilidade está ligada ao acesso à informação e cultura. “Cabe ao bibliotecário produzir os meios necessários para que todos aqueles que necessitam de informação para sua vida, seja informação de nível utilitário, escolar, de serviço público e outros, possam ter acesso a ela”.

Ele enfatiza ainda que o acesso deve ser sem barreira racial, de gênero, religiosa, social, econômica ou ideológica. “É responsabilidade social do bibliotecário zelar para que tal aconteça, fazendo o possível para retirar todas essas barreiras e zelando para que outras mais não sejam criadas”, comenta.

Sua palestra vai apresentar o conceito de responsabilidade social do bibliotecário e a forma como ela é vista no momento histórico, considerando a diversidade de meios de produção e disseminação da informação existentes no mundo. “Devo trazer à baila questões de censura da informação por parte da sociedade e mesmo de profissionais da informação, e como a profissão pode se posicionar quanto a isso; devo também abordar questões de dificuldade de acesso à informação por parte de determinadas camadas da sociedade”, comenta.

Ele ainda fala ainda em como o bibliotecário pode atuar para diminuir as diferenças no acesso à informação no meio ambiente em que atua, seja em grandes instituições políticas ou comerciais como em pequenas comunidades ou grupos sociais, além de refletir também sobre a atuação que os bibliotecários podem ter nas chamadas mídias sociais. “Espero despertar o interesse dos bibliotecários por essa questão e que se sintam motivados a aprofundar a reflexão sobre sua responsabilidade social como profissional da informação”, finaliza.

Segundo dados do Governo Brasileiro, hoje existe mais de 6 mil bibliotecas públicas no Brasil, porém isso não garante o acesso a leitura de todos os brasileiros, pois 95% das cidades não têm biblioteca.

 

Palestrantes

Entre os palestrantes da edição deste ano estão: Ignácio de Loyola Lopes Brandão, um romancista, colunista e jornalista que faz parte da Academia Brasileira de Letras, cadeira de número 11.

Waldomiro de Castro Santos Vergueiro do ECA/USP, graduado em Biblioteconomia e Documentação pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (1977). Ele tem mestrado em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo – ECA/USP (1985), doutorado em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo e pós-doutorado pela Loughborough University of Technology (Inglaterra) e Universidad Carlos III de Madrid (Espanha).

Nelson Oliveira da Silva é Bibliotecário formado pela UFRGS. Tem experiência em Biblioteca Universitária com a implantação e treinamento de sistemas de automação de bibliotecas. Trabalha com consultoria desde 2005. É moderador e gestor de conteúdo do grupo de mensagens e site.

Oswaldo Francisco de Almeida Júnior da UNESP é doutor e mestre em Ciências da Comunicação, pela ECA/USP, graduado em Biblioteconomia e Documentação pela FESPSP. Docente do Departamento de Ciência da Informação do Centro de Educação, Comunicação e Artes da Universidade Estadual de Londrina. É autor de diversos livros. Foi professor no Departamento de Biblioteconomia e Documentação da ECA/USP por mais de dez anos. Atuou também na Fundação Getúlio Vargas de São Paulo, na Secretaria de Estado da Fazenda de São Paulo e, como autônomo, em outros espaços.

Cristian Breyner é graduado em Direito, Filosofia, Biblioteconomia, Tradução e Letras (Língua e Literatura Francesas), é mestre em Ciência da Informação e doutor em Literatura e Práticas Sociais pela Universidade de Brasília. Venceu com sua dissertação de mestrado o Concurso Latino Americano de Investigación em Bibliotecología, Documentación, Archivistica y Museología Fernando Báez (Eudeba, 2008) e o seu doutorado lhe garantiu o Prêmio Casa de las Américas com a obra “Devotos e Devassos: representação dos padres e beatas na literatura anticlerical brasileira” (Edusp, 2014).

Ainda no evento haverá uma reunião técnica apenas para diretores de bibliotecas.

 

Organizadores, patrocinador e apoiadores

O 7º Encontro Paranaense de Bibliotecários e Encontro Sul Brasileiro de Bibliotecários é realizado pela Universidade Estadual de Ponta Grossa e Biblioteca Pública Municipal Prof. Bruno Enei. Possui patrocínio do Barbur Plaza Hotel através da Lei Municipal de Incentivo a Grandes Eventos com Fluxo Turístico em Ponta Grossa (nº12.066/14).

Entre os apoiadores estão a FAUEPG, Viação Iapó, Sepam Colégio, Associação Bibliotecária do Paraná, Conselho Regional de Biblioteconomia 9ª Região, GGL Móveis de Aço – Ponta Grossa, Bibliotheca, Sesc, Fundação de Cultura de Ponta Grossa e Ponta Grossa Campos Gerais Convention & Visitors Bureau.

 

 

Serviço:

VI Encontro Paranaense de Bibliotecários

Data: 25 a 27 de maio de 2022

Realização: UEPG e Biblioteca Pública Bruno Enei

Valor da inscrição: R$50

Inscrições: www.encontroprbibliotecarios.com.br

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui