Conferencista internacional do Congresso da SOCESP considera o pós-pandemia um momento difícil para todos no mundo inteiro

A doença cardiovascular é ainda a mais prevalente e mata cerca de 18 milhões de pessoas anualmente em todo o mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde. Só no Brasil são 400 mil óbitos por ano. Para o cirurgião cardiovascular Faisal Bakaeen, que é o Diretor do Centro de Revascularização Miocárdica da Cleveland Clinic, nos Estados Unidos, a única forma de vencer o desafio em reduzir as mortes é investir em conscientização das pessoas e qualificação constante dos médicos.
Faisal Bakaeen será um dos palestrantes internacionais do 42º Congresso de Cardiologia da SOCESP (Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo) e destaca os múltiplos obstáculos nesse momento em que a Covid-19 dá uma trégua em alguns países. “Existem desafios associados a interrupções na cadeia de suprimentos e escassez de profissionais de saúde, especialmente enfermeiros. Este é realmente um momento difícil para todos nós no mundo inteiro”. Mas segundo o especialista, agora sabemos o suficiente sobre a pandemia para nos adaptar e retomar as rotinas de cuidados pré-Covid. “Devemos enfatizar a importância do atendimento oportuno, pois observamos atrasos no diagnóstico e tratamento de doenças cardiovasculares com resultados prejudiciais durante os estágios iniciais e picos da crise sanitária”, contextualizou.
No 42º Congresso de Cardiologia da SOCESP, que será realizado nos dias 16, 17 e 18 de junho, no Transamérica Expo Center, em São Paulo, Faisal Bakaeen debaterá as mais recentes Diretrizes de Revascularização Coronária do American College of Cardiology, American Heart Association e Society for Cardiovascular Angiography & Interventions e o posicionamento das associações de cirurgiões cardiotorácicas dos EUA (STS e AATS) que se recusaram a endossar as Diretrizes publicadas no ano passado.
Em entrevista exclusiva, Faisal Bakaeen comentou sobre a importância do Congresso da SOCESP como um fórum de discussão entre cardiologistas clínicos e cirurgiões cardíacos em benefício dos pacientes. “Debates sobre os cuidados cardiovasculares são fundamentais para uma abordagem madura, que resultará em caminhos construtivos e colaborativos para os pacientes. Às vezes controversas, essas discussões públicas e abertas precisam de transparência e disposição como em eventos como esse”, completou.
De acordo com o presidente do 42º Congresso da SOCESP, o também cirurgião cardiovascular, Walter Gomes, o evento proporciona o ambiente e o fórum ideal de integração entre as especialidades, com o debate sadio e em bases científicas com o objetivo comum de estabelecer as recomendações para o tratamento mais adequado e seguro ao paciente.

Serviço:
42º Congresso de Cardiologia da SOCESP
Data do evento: 16 a 18 de junho 2022
Local: Transamerica Expo Center, São Paulo/SP

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui