Dupla levou projeto de contação de histórias para mais de 4 mil “curitibinhas” da rede municipal de ensino

As sessões reuniram histórias da tradição oral popular e levaram os pequenos a embarcar em enredos inusitados

Agora em maio chegaram na reta final as sessões de contação de histórias intituladas “No meio do caminho tinha um Pedro – histórias de Malasartes e outros anti-heróis”. O projeto idealizado pela Malasartes Educação Sensível realizou 165 intervenções literárias (inclusive com contrapartida social) dentro de várias escolas públicas de Curitiba, dirigidas principalmente à faixa etária de 7 a 11 anos.

Dupla levou projeto de contação de histórias para mais de 4 mil “curitibinhas” da rede municipal de ensinoAs histórias guiadas pelos mediadores Adriane Havro e Luis Teixeira foram escolhidas e compiladas a partir das obras de reconhecidos escritores como Ângela Lago, Ricardo Azevedo, Tatiana Belinky, Rogério Andrade Barbosa, Ilan Brenman, Ana Maria Machado, dentre outros. A seleção reúne histórias de manhas e artimanhas, astúcias e espertezas, repletos de estripulias e traquinagens, e mostram anti-heróis e seus afrontamentos com as instituições oficiais e outros poderosos opressores.

Escolhemos contos e recontos de longa tradição, engenhosas histórias capazes de intrigar e provocar surpresa e desconcerto no público infantil. As narrativas escolhidas têm como elo principal enredos inusitados, repletos de argúcia, ardis e desafios, com personagens questionadores e cativantes como Malasartes e Nasrudin. Com humor e inteligência essas obras literárias proporcionam um novo olhar da realidade e das estruturas de poder que permeiam os relacionamentos sociais”, explica Teixeira.

Dupla levou projeto de contação de histórias para mais de 4 mil “curitibinhas” da rede municipal de ensinoO projeto iniciou em setembro de 2019 e realizou pouco mais de 30 sessões, mas então veio a pandemia e ele teve que ser adiado. “Foi possível retomar somente este ano, então realizamos mais de 60 sessões a cada mês, entre março e abril. E agora chegamos ao final somando um público de mais de 4 mil e 800 crianças”, conta Adriane.

Mais do que criar uma “performance literária”, a ação procurou difundir a vivência da literatura a partir da intervenção em ambientes escolares. “Acreditamos que o prazer inesperado oriundo da vivência literária, e compartilhado em grupo, possa dissolver resistências e ser uma semente para novas experiências. Temos vivido o quanto esse trabalho é delicado e sensível, atingindo diversos olhares e sentimentos”, finaliza ela.

Os dois mediadores-contadores são criadores de vários projetos de incentivo à leitura, integraram durante vários anos a equipe de mediadores de leitura e contadores de histórias dos Editais do Programa Curitiba Lê. Ambos atuam há mais de 15 anos em projetos culturais levados a escolas e entidades de atendimento a crianças e jovens, em uma trajetória que já beneficiou centenas de instituições e milhares de alunos.

Projeto realizado com o apoio do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura. Fundação Cultural de Curitiba e Prefeitura Municipal de Curitiba. Incentivo: Colégio Positivo

FICHA TÉCNICA

Narradores das histórias: Adriane Havro e Luis Teixeira

Produtor: Luis Teixeira

Design Gráfico: Adriana Alegria

Ilustração: Rosangela Grafetti

Assessoria de Imprensa: Kika Marquardt

Contato: (41) 99988-9589 – Malasartes / Luis Teixeira

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui