Fim do home office e o desafio de reaprender a trabalhar

Quando a pandemia chegou, as empresas correram para se adaptarem ao novo mundo que se criava. O isolamento adiantou a implementação do modelo home office em alguns anos e afetou, queira ou não, as relações de trabalho – as equipes estavam em casa, trabalhando diante seus computadores. A situação trouxe mais liberdade quando a sala de casa virou o escritório improvisado (em um primeiro momento) e o relaxamento foi natural, agora, outro desafio se apresenta: como trabalhar em equipe e presencialmente novamente? 

Para Eliane Catalano, Coordenadora de Recrutamento e Seleção da RH NOSSA, o fim gradual do isolamento trouxe uma nova ruptura quando os colaboradores já estavam adaptados ao trabalho em casa:

“Essa volta ao presencial representa o ambiente coletivo de trabalho em alta, quando todos precisam interagir. Não dá mais para desligar a câmera e pronto. Todos precisam olhar para os colegas e compartilhar a mesma sala, o mesmo café, é preciso recriar o ambiente de trabalho” explica Catalano.

Manter o respeito
A principal característica de um bom ambiente de trabalho é o respeito. Catalano lembra que a volta pode ser estressante, muitas pessoas nem se conheciam pessoalmente e agora serão integradas a grupos díspares: “Se não cuidar da convivência com o restante do time, o ambiente pode ser prejudicado. Por isso, é fundamental respeitar cada membro da equipe da mesma maneira que se respeita quem vive em casa na época do home office”.

Dê importância às experiências positivas
Muitas vezes, quando se trabalha em grupo, a avaliação que recebe mais importância é a negativa. E para que isso não prejudique o ambiente, o ideal é mudar o hábito e dar mais importância às boas avaliações: “É difícil receber um elogio e os colaboradores não estão acostumados a compartilhar as pequenas vitórias. Quando se elogia alguém por um trabalho bem feito, o moral de todos cresce e motiva a busca pelo bom trabalho. Receber feedback positivo é fator motivador para todos que precisam pegar trânsito diariamente após quase dois anos em casa.”

Reaprender a trabalhar em equipe
A sugestão da especialista é que os gestores ofereçam tempo livre para a sua equipe para incentivar a interação entre colegas, para conhecer melhor quais são os pontos fortes e fracos das pessoas:  “Olhar questões menores como o local de trabalho, compartilhamento de mesa, ou dinâmicas podem acelerar esse processo de reaprendizado” finaliza Eliane.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui