Investimento em tecnologia e capacitação coloca PMES em vantagem para a economia pós Covid

João Tosin CEO Celero

Este é o período ideal para esse tipo de investimento

Não é novidade que o Brasil ainda enfrenta um período de instabilidade econômica já há alguns anos, agravada pela pandemia de covid-19. Durante o período de isolamento social, empresas fecharam as portas por estarem despreparadas para suportar os efeitos de uma crise avassaladora.

Entre o segundo trimestre de 2019 e o segundo trimestre de 2021, quase 600 mil empresas encerraram suas atividades em todo o País, de acordo com os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O impacto dessas quebras foi claramente sentido pelos 4,5 milhões de trabalhadores que perderam seus postos no setor privado.

Superado o momento mais crítico da crise em função da pandemia, mesmo com claros sinais de recuperação da economia, o Brasil ainda enfrenta um momento com desafios e, também, oportunidades ao empresariado – em especial os administradores de pequenos e médios negócios. As Pequenas e Médias Empresas (PMEs) sentem de forma mais intensa as variações da economia, principalmente em ano eleitoral, em que o cenário político afeta o mercado de forma mais pontual.

Uma dessas oportunidades a serem aproveitadas é a possibilidade de realizar investimentos em capacitação profissional da equipe e em aquisição de tecnologia. Aparentemente independentes, essas duas facetas fundamentais de um negócio caminham lado a lado de forma a fornecer condições para que uma empresa, independentemente de seu porte, possa crescer e prosperar.

“Um gestor que investe na formação profissional de seu time, que fornece qualificação para que o pessoal responsável pela administração financeira, contábil e de recursos humanos, certamente está muitos passos à frente de seus concorrentes. A capacitação é uma das formas mais eficazes de fazer uma empresa se profissionalizar para ter noção mais ampla da sua realidade e, naturalmente, entender como crescer”, resume João Tosin, CEO da Celero, fintech que oferece uma plataforma para gestão financeira das PMEs.

Apesar do momento de insegurança para muitos empreendedores, este é o período ideal para esse tipo de investimento, segundo o especialista da Celero. “O investimento em qualificação profissional é tão importante para que seu resultado contribua com a solidez da empresa, principalmente, para ajudar a crescer com equipes preparadas e motivadas: um diferencial competitivo de valor incalculável”, analisa Tosin.

Motivação, aliás, é um dos principais benefícios desse investimento. A oportunidade de crescimento pessoal que vem em conjunto com o aprimoramento das capacidades profissionais individuais se transforma em engajamento e maior nível de comprometimento dos funcionários. Essa é uma das principais condições para que a retenção de profissionais (e consequente redução de custos com demissões e contratações) e o estímulo à criatividade e inovação cresçam de forma exponencial dentro da empresa.

“Competitividade é outra consequência natural. E ela aumenta ainda mais com o incremento em tecnologia, a partir da aquisição de soluções que profissionalizam a gestão e os processos, que otimizam etapas, tornam eficientes as estratégias adotadas e, na ponta final, geram maior satisfação dos clientes quanto aos serviços prestados e produtos oferecidos. A experiência do cliente aperfeiçoada pela tecnologia é um dos maiores capitais que uma empresa pode possuir”, afirma Tosin.

A Celero possui uma expertise incomparável na capacitação financeira de empresas de pequeno e médio porte. A partir do oferecimento de soluções personalizadas – na esteira das possibilidades abertas pelo open finance – a empresa contribui para que esse nicho de negócios, seja qual for o setor de atuação, aperfeiçoe a sua gestão através de uma plataforma inovadora que torna simples a administração financeira e as rotinas diárias de cobrança, fluxo de caixa e administração de pessoal.

“Investir em tecnologia é dar um passo à frente em direção ao aumento da produtividade. A automação das atividades financeiras torna mais acessível a gestão do negócio fazendo com que gestores possam qualificar a sua atuação e dedicar mais tempo e esforços às estratégias e na melhoria de seus processos, produtos e serviços oferecidos. Todos ganham com isso”, ressalta o executivo da Celero.

Sobre a Celero

A Celero é uma empresa que ajuda pequenos e médios empreendedores a descomplicar a rotina do setor financeiro empresarial através de um software para gestão financeira fácil de usar. Sediada em Curitiba, é um dos expoentes do open finance, a evolução do open banking, sendo referência a pequenas e médias empresas com soluções que promovem integração e rapidez aos processos de gestão financeira.

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui