Música Para Casar: Lorenza Pozza vai de referência no mercado de casamentos a sucesso viral no TikTok

Crédito: Flavia Valsani

Lorenza Pozza acompanha de perto diferentes fases da música brasileira. Cantando desde os 10 anos, quando foi contratada pela Rede Globo para o programa Gente Inocente, com Márcio Garcia, ela dividiu os palcos com nomes como Ney Matogrosso, Caetano Veloso, Elba Ramalho e Bibi Ferreira, entre outros. Em 2002, se tornou protagonista da novela Jamais Te Esquecerei, do SBT, contracenando com Jonas Bloch, Bia SeidlTassia Camargo e Ana Paula Tabalipa. Mais tarde, transformou a sua voz que vem direto do coração em um já renomado trabalho voltado para as cerimônias de casamento, mercado onde se tornou referência com o projeto “Música Para Casar”. Agora, Lorenza ganha notoriedade por outras mídias: as sociais. Sua versão de “Isn’t she lovely”, de Stevie Wonder, já rendeu mais de 120 mil reels no Instagram (e 7 milhões de audições no Spotify), enquanto uma interpretação inesperada do tema de abertura do anime Dragon Ball GT viralizou rapidamente no TikTok, atraindo mais de 1,5 milhão de visualizações.

“Isn’t she lovely” é um elo que une a bagagem musical de Lorenza Pozza com o seu trabalho no ramo dos casamentos. Embora ouça a canção desde a adolescência, foi em 2012 que veio a ideia de recriá-la a pedido de uma noiva que havia perdido o pai e desejava uma música leve para sua entrada na cerimônia. Na hora de gravar o álbum “Música Para Casar”, lançado cinco anos depois, Lorenza optou por um arranjo intimista, apenas com violão e cajón, com seu vocal e o assobio substituindo a icônica gaita de Wonder. O resultado foi tornar-se a faixa mais ouvida da artista nas plataformas digitais e um dos destaques do disco, que inclui também “My Girl”, “Here comes the sun”, “Pela luz dos olhos teus” e outros clássicos.

A notoriedade de Lorenza veio da originalidade do seu trabalho em um meio marcado por fortes tradições. Ela iniciou sua atuação nos casamentos em 2010, quando se mudou de Curitiba para São Paulo, e passou a cantar “Ave Maria” acompanhada de um harpista. A partir daí, veio o projeto “Harpa&Voz”, perfeito para ocasiões intimistas e mini weddings. Naquele momento, a proposta da marcha nupcial sendo executada apenas por cordas ou ter música cantada de forma popular em uma cerimônia ainda era algo pouco difundido. A ideia de incluir a personalidade dos noivos no repertório desse momento especial era um caminho natural a se seguir. 

“Começamos a inserir nas cerimônias músicas que estavam mais próximas ao cotidiano dos casais, como temas de filmes, pagodes e sambas, canções de desenhos animados. Trazendo uma roupagem mais intimista e mais romântica para estas canções, elas começaram a ser usadas para a entrada do noivo e da noiva, fazendo com que as músicas da cerimônia ajudassem a contar ainda mais sobre o casal”, resume Lorenza. 

De lá pra cá, a artista já levou sua voz a mais de 750 cerimônias de casamento por todo Brasil, das praias de Santa Catarina às de Fernando de Noronha. O fio condutor desse trabalho é sempre incorporar os gostos dos noivos a essa narrativa musical. A partir daí, o próximo passo foi produzir as próprias canções para embalar o momento dos noivos. 

“Depois de assistir a tantas cerimônias, tentei colocar em algumas canções os sentimentos que mais traduziam este momento. Assim nasceu ‘Sentir’, uma canção que fala muito sobre o amor que vejo nas cerimônias, não só do casal mas de todos os que estão envolvidos na celebração do casamento (fornecedores, convidados, familiares) e também ‘É você’, que foi uma canção composta em conjunto com meu colega Yuri Prado, violonista que dividiu os altares por 10 anos comigo, e com o Leandro Léo, um amigo querido de infância, da época em que trabalhamos juntos no Gente Inocente (2000-2002), que dividiu a composição e a interpretação desta canção. Ela foi escrita pensando na entrada da noiva, como se fossem votos. Estas duas canções agora têm sido muito cantadas em casamentos de todo Brasil por outros grupos de músicos. Está sendo um movimento bem especial”, comemora.

O primeiro disco foi apenas o pontapé inicial na discografia de Lorenza, que desde 2017 lançou também o EP “Música Para Casar II”, dois EPs ao vivo, uma sequência de singles autorais e releituras, solo e acompanhada por artistas como Luca Latorre e Hugo Branquinho, e o mais novo álbum, “Para Se Lembrar de Acreditar”, lançado em 2022 apenas com canções autorais. Agora, Lorenza Pozza prepara outras novidades ainda para este ano, dando continuidade à sua escalada no cenário nacional.

Últimas notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui