Tecnologia israelense proporciona 100% de inclusão nos sites  

Basta sair pelas ruas para perceber que o mundo está cada vez mais inclusivo. Rampas de acesso, elevadores para portadores de deficiência, placas em braile, sinais sonoros para semáforos e vagas preferenciais nos estacionamentos mostram o quanto nossa vida mudou – e para melhor – nos últimos anos.

Era de se esperar que o mesmo acontecesse na internet e é exatamente essa revolução que uma ferramenta desenvolvida em Israel está trazendo para os sites mundo afora. A empresa Purple-Lens permite que as páginas se tornem acessíveis, por tecnologia assistiva para pessoas com  visão prejudicada, daltonismo, epilepsia, dificuldades motoras e muito mais.

Já está no Brasil
O site da RH NOSSA, uma das maiores empresas de recrutamento e seleção do Brasil, já conta com a Purple-Lens. Implementado pela KAKOI Comunicação, agência da empresa, sendo esta a pioneira em adotar a nova tecnologia inclusiva.

Como nasceu a Purple-Lens?
Criada pelos israelenses Menashe Shani (CEO) e Shlomi Shushan (CTO), a Purple-Lens nasceu com a visão de tornar a internet acessível a todos e a missão de criar uma experiência igual para pessoas com diferentes habilidades:

“Nossa motivação veio através de uma experiência pessoal reveladora. Em 2018, Shlomi teve câncer. Seu processo de recuperação incluiu uma perda de habilidade motora, o que significava que ele não podia usar um mouse. Então ele se tornou completamente dependente de outras pessoas se quisesse usar qualquer site” explica o CEO da empresa, Menashe Shani.

O Purple-Lens ajuda os proprietários de sites e empresas a criar uma experiência de usuário mais equitativa para pessoas de todas as habilidades e atender aos regulamentos de acessibilidade. Ao fazer isso, mais pessoas poderão visitar e experimentar plenamente seus sites e os negócios crescerão devido à inclusão de um público que atualmente não é atendido.

Desde quando a Purple-Lens está no mercado?
Desde 2018 a Purple-Lens está envolvida com a comunidade de deficientes em Israel, o que ajudou a entender melhor cada tipo de deficiência. Sempre trabalhando com órgãos reguladores e a associação de deficientes em Israel para entender melhor os problemas que enfrentam, a Purple-Lens encontrou as melhores soluções para o maior número possível de pessoas poderem ter acesso aos sites, sem dificuldade:

“Baseamos nosso software no feedback da comunidade cega porque sabemos que a melhor maneira de atender as pessoas é perguntar o que elas precisam, em vez de adivinhar”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui