Dicas para se divertir com os filhos nas férias

As férias de julho chegaram, mas o período que costuma ser de pura alegria e entusiasmo para as crianças é de correria e preocupação para os pais que precisam trabalhar nesses dias. Então, o que fazer com os filhos durante o recesso escolar?

Se você não planejou uma viagem em família ou não tem folga para fazer passeios e programas diferentes com os pequenos, não precisa arrancar os cabelos nem se culpar. Quem disse que filho precisa disso tudo para estar feliz?

A psicopedagoga Daniela Jungles, professora de Psicologia e supervisora da clínica-escola do UniCuritiba – instituição que faz parte da Ânima Educação, uma das principais organizações de ensino superior do país – dá a dica: a família tem de fazer o que pode e o primeiro passo é trabalhar o sentimento de culpa.

Segundo a especialista, é fundamental se desapegar da ideia de que os pais devem dar conta de tudo, como trabalhar, limpar a casa, pagar as contas, entreter as crianças, ir a programas divertidos e fazer passeios. “A gente sonha com uma viagem legal, com atividades excepcionais, mas nem sempre é possível. A maioria dos pais está trabalhando nessa época. É preciso ter isso em mente para que não aflore o sentimento de culpa. Tem de avaliar quais são os recursos disponíveis, a rede de apoio e lembrar que está tudo bem.”

A psicopedagoga lembra que os pais não têm a responsabilidade de entreter os filhos o dia inteiro e, mesmo que criança queira momentos de atenção e diversão em família, ela também precisa de tempo livre para descansar, brincar sozinha, enfrentar o tédio.

“Os adultos tentam evitar que os filhos fiquem sem ter o que fazer. Temos a sensação de que, para serem felizes, precisam estar no shopping, viajando, fazendo alguma coisa super fantástica. Mas isso não é verdade. Está tudo bem se ele sentir um pouco de tédio. Já, já, encontrará uma solução para isso. É necessário que aprenda a lidar com a situação”, diz Daniela.

Planejamento e flexibilidade

No entanto, a psicóloga destaca que os pais precisam se planejar e se preparar para as férias dos filhos. Eles precisam saber com quem as crianças ficarão e o que farão nesses dias sem escola. Essa “programação” é fundamental para evitar ansiedade nas crianças, que ao sair da rotina precisam se sentir seguras.

Vale lembrar que, mesmo trabalhando, os pais podem promover bons momentos juntos. “Um filme com pipoca e outras guloseimas, um piquenique, um jogo em família à noite. Esses momentos são especiais para as crianças. Antes de mais nada, filho quer pai e mãe, quer atenção e amor”, ressalta.

Tédio é importante

Sentir tédio é importante para reduzir a ansiedade e estimular a criatividade, mas não vale levar isso ao pé da letra e “se folgar”. Como tudo na vida, equilíbrio é indispensável, por isso, os pais não podem deixar o tempo das crianças completamente livre. “Tem de dosar. Podem propor atividades para afastar as crianças dos eletrônicos, por exemplo, mas o ideal é construir uma rotina leve, alternando o tempo livre com alguns ‘compromissos’”, explica Daniela Jungles.

Nas férias, continua a psicopedagoga, é extremamente importante dar um tempo nas atividades rotineiras. “Pais adoram achar atividades pedagógicas para os filhos, mas é preciso tomar cuidado. Tem de pensar até que ponto é saudável para a criança, pois ela precisa descansar, ter ócio e tédio. Flexibilidade gera saúde mental. Se somos muito rígidos, a criança fica ansiosa e não se desenvolve emocionalmente. Saber levar a vida é um aprendizado”, ensina.

A regra é: divirtam-se juntos!

Mesmo quem não vai viajar nas férias pode ter ideias bacanas para que as crianças se divirtam. Confira 10 dicas de atividades e lembre-se: férias pedem leveza.

1. Cozinhe com o seu filho: no fim de semana ou à noite mesmo, convide a criança para preparar uma comida especial.

2. Prepare uma sessão de cinema e guloseimas em casa. Deixe a criança escolher o filme e assistam juntos.

3. Acampe na sala ou no jardim de casa e façam uma noite divertida.

4. Leve seu filho para passeios culturais, visitas a pontos turísticos da cidade, exposições ou museus.

5. Convide a criança para ajudar a cuidar da horta ou do jardim com você.

6. Brinque de massinha (pode até fazer a própria massa, com trigo e água, por exemplo).

7. Deixe a criança ir à casa de um amigo. Em outro dia, leve um amigo para a sua casa.

8. Baixe um App e brinque de cantar muito.

9. Jogue com seu filho. Pode ser bola, aviãozinho ou jogos de tabuleiro.

10. Organize uma caça ao tesouro, em casa ou no parque.

Sobre o UniCuritiba

Com mais de 70 anos de tradição e excelência, o UniCuritiba é uma instituição de referência para os paranaenses e reconhecido pelo MEC como uma das melhores instituições de ensino superior de Curitiba (PR). Destaca-se por ter um dos melhores cursos de Direito do país, com selo de qualidade OAB Recomenda em todas as suas edições, além de ser referência na área de Relações Internacionais. Conta com mais de 40 opções de cursos de graduação, em todas as áreas do conhecimento, além de cursos de pós-graduação, mestrado e doutorado.

Possui uma estrutura completa e diferenciada, à disposição dos seus mais de 6 mil estudantes, com dois campi (Milton Vianna Filho e Pinheirinho) e mais de 60 laboratórios. Com professores mestres e doutores que possuem vivência prática e longa experiência profissional, o UniCuritiba tem seu ensino focado na conexão com o mundo do trabalho e com as práticas mais atuais das profissões, estimulando o networking e as vivências multidisciplinares.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui