Metade das pessoas que conectam a internet usam a televisão para acesso à rede

Dados da pesquisa TIC Domicílios 2021 apontam acréscimo de seis pontos percentuais, em relação ao registrado no ano passado (44%)

internet
Foto de RODNAE Productions: https://www.pexels.com/pt-br/foto/cerimonia-evento-faculdade-diploma-7713551/

A pesquisa sobre o uso de Tecnologias de Informação e Comunicação nos domicílios brasileiros (TIC Domicílios) 2021, realizada pelo Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br) e divulgada nesta terça-feira (21), confirma a tendência registrada nas últimas edições: o uso de aparelhos de televisão para acessar a internet tem crescido gradualmente. Nesta edição, a proporção de usuários acessando a rede pela TV alcançou 50%.

O índice é seis pontos percentuais maior que o registrado na TIC Domicílios 2020 (44%). A curva ascendente do dispositivo só é inversamente comparável à curva de queda do computador, que na edição passada perdeu o posto de segundo equipamento mais utilizado — porém ainda registrando 42% de uso. Neste ano, o computador registrou apenas 36% (incluindo máquinas de mesa, notebook e tablet). Para uma visão ainda melhor sobre a tendência, é importante olhar para 2014, quando o dispositivo ainda era o mais utilizado (80%) entre os usuários brasileiros e a TV só era usada por 7% da população.

internet

“A televisão está presente em praticamente todos os lares brasileiros. E a pesquisa TIC Domicílios 2021 atesta um profundo processo de transformação desse meio de comunicação que, apesar de seus mais de 70 anos, tem se reinventado com agilidade, para continuar oferecendo informação, conhecimento e entretenimento a todas as regiões do Brasil — e o Ministério das Comunicações (MCom) têm apoiado esta evolução, promovendo a inovação”, ressaltou o secretário de Radiodifusão do MCom, Maximiliano Martinhão.

A utilização da televisão para acesso à internet se consolidou, em particular, durante o período da pandemia. O aumento de televisores para esta finalidade aumentou de forma expressiva na região Norte, onde a pesquisa apontou um salto de 40% (em 2020) para 61%. A TIC Domicílios ainda registrou a maior alteração no índice entre os usuários de 35 a 44 anos: aumento de 22% em um ano. Entre as mulheres, o uso da TV para o acesso subiu 18%.

Nas regiões Sul e Sudeste, o uso da TV se mantém mais recorrente, com acessos de 57% e 52% da população, respectivamente. Principalmente entre usuários com nível socioeconômico mais alto, como aqueles das classes A (74%) e B (66%), uma vez que depende da existência de aparelhos com funcionalidades específicas, de conexão adequada para a transmissão de conteúdo audiovisual e da assinatura de serviços de streaming — em sua maioria pagos.
APARELHOS CELULARES — Desde a edição de 2015 da TIC Domicílios, o telefone celular desponta como o dispositivo mais utilizado para acesso à internet. Em 2021, 99% dos usuários afirmaram utilizar o equipamento para acessar a rede, mesma proporção registrada nos dois anos anteriores.

Os dados apontam que, para a população mais vulnerável economicamente, o uso exclusivo de telefone celular foi o mais comum, sendo mais recorrente entre a população rural, adolescentes de 10 a 15 anos, indivíduos com escolaridade mais baixa e entre aqueles das classes D e E.

PESQUISA TIC DOMICÍLIOS — A pesquisa é realizada em todo o Brasil, anualmente, em domicílios aleatoriamente selecionados, com base no Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Para a TIC Domicílios 2021 foram coletadas informações em 23,9 mil domicílios. O período de coleta se estendeu de outubro de 2021 a março de 2022.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui