Paranaense Saubern expande internacionalmente com soluções para nefrologia

Nascida no polo tecnológico de Campo Mourão (PR), empresa celebra 20 anos ampliando produção, novos produtos e crescendo no mercado internacional

Saubern
Reprodução Google

Há 20 anos nascia a Saubern, dentro de uma incubadora, em Campo Mourão, no interior do Paraná, mantida pela Fundação Educere, criando uma inovadora reprocessadora de dialisadores. De lá para cá, não parou de crescer até ser comprada pela gigante multinacional alemã do setor de nefrologia Fresenius Medical Care, em 2019. Hoje, fabricante de equipamentos robustos de purificação de água, entre outros produtos para centros de diálise, a empresa de DNA 100% nacional se tornou uma divisão de negócios importante na operação da Fresenius no Brasil.

Em 2021, a Saubern manteve pelo terceiro ano crescimento de produção e a empresa planeja lançar novos produtos em desenvolvimento para o mercado de nefrologia e até outras áreas. Um dos próximos produtos é o Aquasafe, que realiza o monitoramento integrado dos sistemas de tratamento de água, possibilitando a realização de manutenções preditivas e maior celeridade nas manutenções corretivas.

Para alcançar seus objetivos de internacionalização, a Saubern implementou um sistema de qualidade robusto nos últimos dois anos, reviu infraestrutura, processos, protocolos e diretrizes, de acordo com a Fresenius Medical Care, e vem se preparando para obter diversas certificações internacionais, como a ISO 13485, CE Mark e FDA, que a permitirão exportar para países da Europa e EUA. A previsão é aumentar mais as exportações para Ásia, Europa e EUA até 2023. Em 2021, a empresa exportou para clientes de 14 países, entre eles Singapura, Malásia, índia, Tailândia e Filipinas, além de Chile, Peru e Bolívia.

Aumentar a produção em pouco tempo é algo que o passado recente trouxe sólidos ensinamentos. Em 2020 e em 2021, a Saubern foi a empresa brasileira capaz de atender à demanda emergencial por equipamentos de purificação de água portáteis, utilizados na diálise de pacientes em estado grave nas UTIS dos hospitais, por conta da pandemia de Covid. A empresa recebeu pedidos que a levou a triplicar a produção das máquinas de osmose.

Edson Pereira, General Manager da Fresenius Medical Care no Brasil, diz que a pandemia trouxe lições. “Os processos produtivos da Saubern foram revistos e tiveram uma importante evolução. Este amadurecimento nos preparou para encarar novos desafios e já estamos mirando a exportação para grandes mercados, inclusive fora do nosso continente.”

Além das osmoses portáteis, outro produto carro-chefe da Saubern no Brasil atualmente é a central fixa de purificação de água por osmose reserva, usada em centros de diálise para pacientes renais crônicos. “Investir nesse tipo de equipamento, robusto e confiável, traz maior segurança para que a equipe assistencial possa levar o melhor tratamento aos pacientes. Temos um produto com preço acessível. E por isso também estamos avançando no mercado internacional, mas sem deixar de olhar atentamente às necessidades do mercado nacional”, destaca Edson Pereira. Gilberto Severo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui