Metaverso e Web 3.0: tendências que prometem mudar o futuro

Os novos conceitos devem revolucionar a internet, a maneira de fazer negócios e as relações humanas

A transformação digital já faz parte de um passado recente e apesar de algumas empresas ainda não terem acompanhado essa evolução, o mundo já caminha para conceitos ainda mais complexos como o Metaverso e da Terceira Geração da Internet (a Web 3.0). Em um mundo comandado pela conexão em tempo integral, a evolução da rede mundial de computadores é algo importante de ser entendido para que empresas de todos os setores estejam preparadas para aquilo que, do outro lado do mundo, no Vale do Silício, já é uma realidade. 

Ticiana Pereira, CEO da Burn Be the Innovation, empresa especializada em transformação digital para empresas

“A tecnologia transforma negócios e as relações humanas e existe algo que já podemos observar: a construção de novas realidades e a migração de algumas empresas para a Web 3.0, baseadas na realidade virtual 3D, nas criptomoedas e em tecnologias, como o blockchain”, afirma a especialista em inovação e business partner da Startse, Ticiana Pereira. Entender o que significa essas transformações, qual o impacto delas na sociedade e como aplicá-las aos negócios e a tantos outros segmentos é fundamental.

Web 3.0

O termo vem ganhando relevância na área da tecnologia com a popularização das criptomoedas, da realidade virtual, do Metaverso e da tecnologia blockchain e, apesar de ser um conceito ainda em construção, já existem indícios que fortalecem a possibilidade de transição da Web 2.0 (que hoje usamos) para a Web 3.0, numa transformação icônica. “Alguns fatores já apontam para essa direção, como o conceito de descentralização, de confiança direta e de maior presença da Inteligência Artificial, sendo que algumas empresas como Meta, Shopify, Amazon, Coinbase e Block (Square) já estão explorando essas possibilidades”, conta Ticiana.

Ticiana explica que a Web 3.0 representa uma evolução, pois descentraliza a Web, hoje mais focada nos sites, sistemas e aplicativos do que no usuário em si, e passa a fazer uma convergência de várias tecnologias como: Blockchain, Machine Learning e AI, criando assim uma grande sinergia e inteligência de dados. “Ela passa a ser muito mais voltada para a coleta de dados e descentralização dos mesmos, o que permitirá que as empresas tenham acesso a insights poderosos sobre o comportamento e preferências do seu público-alvo. Com isso saímos de um mar de documentos para um mar de dados”, explica.

Metaverso

É um universo virtual, desenvolvido e acessado a partir de diferentes tecnologias como realidade virtual, realidade aumentada, redes sociais e jogos, que possibilita a interação entre pessoas por meio de avatares digitais. “Uma das plataformas que mais se aproximam do conceito de Metaverso e que vem investindo muito nisso é o Fortnite. Nele as pessoas podem interagir com outros jogadores e criar personagens que realmente habitam naquele espaço. É um ambiente digital que conecta o mundo virtual com a vida real, oferecendo experiências imersivas”, explica Ticiana.

Apesar de ainda incipiente, muitas pessoas já estão investindo no Metaverso, seja por meio das criptomoedas, investimentos em NFTs ou até mesmo a compra de terrenos e casas virtuais.”É uma economia emergente que, segundo o relatório do Citibank, deve alcançar um valor de mercado entre US$8 trilhões e US$13 trilhões até 2030. É importante que todos comecem a se familiarizar com esses termos, pois o futuro é agora”, finaliza.

Ticiana Pereira é CEO da Burn Be the Innovation, empresa especializada em transformação digital para empresas, mestre em Engenharia de Produção/Sistemas, Business Partner da Startse e autora dos livros: “Análise de Projetos e Orçamento Empresarial”, “Avaliação de Desempenho” e “Treinamento e Desenvolvimento”. Possui vivência tecnológica nos EUA (Vale do Silício), China (Shenzhen, Hangzhou, Shanghai e Yiwu) e Canadá (Universidades de Mcgill, Montreal e Polytechniques), atuando há mais de 15 anos no ecossistema de inovação no Paraná através da conexão entre startups, incubadoras, aceleradoras, empreendedores, mentores e investidores utilizando das maiores plataformas de tecnologia do Brasil e mundo.  

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui