Miri Brock lança EP de estreia “Eu Nunca Amei Você”

Miri Brock por Elizabeth Thiel
Miri Brock por Elizabeth Thiel

A cantora e compositora gaúcha Miri Brock completa sua narrativa de amores interrompidos com o EP “Eu Nunca Amei Você”. Depois de revelar os singles “Corre Amor”, “Nem Responde Mais” e “Me Diz O Que Que É”, onde relata os desafios de se entregar a alguém nos tempos atuais, a artista entrega duas canções inéditas no trabalho que consolida sua voz como autora e intérprete em um caminho de autoconhecimento e amor próprio que, por ser muito pessoal, se torna também universal.

Ouça “Eu Nunca Amei Você”: https://ingrv.es/eu-nunca-amei-voce-6qk-8 

As novas músicas, “O Que Você Fala” e “Se Tu Quiser”, trazem a mesma veia sincera, devassa e libertina de Miri, uma mulher que vive livremente seus amores, frustrações e desejos. Essa pluralidade de caminhos também se reflete nas escolhas musicais, onde pop brasileiro, samba, pagode, urban pop, R&B, trap, dream pop e neo soul se encontram de forma orgânica e espontânea. 

“Cada música conta uma história diferente, baseada em experiências reais vividas por mim. As letras são carregadas de intensidade, sinceridade, desejo e uma pitada de deboche. Os sons apresentam um ar de tristeza, misturado com tesão. No final, elas também tem um ar de otimismo e bom humor no maior estilo ‘se chorei ou se sorri, o importante é que emoções eu vivi’. Afinal, o processo de composição foi também um processo de cura pra mim, onde passei a me conhecer melhor e entender que eu não estava de fato apaixonada pelas pessoas que inspiraram as letras. Não era amor, era tudo projeção misturada com tesão, falta de amor próprio e pressão (do patriarcado) para me apaixonar e estar num relacionamento com alguém”, resume Miri.

Sobre a artista:

O pop romântico e sensual de Miri Brock ganha novos contornos com o aguardado EP “Eu Nunca Amei Você”. O trabalho solo da artista soma a uma trajetória musical que já dura mais de dez anos. De Santa Maria (RS), ela atuou e se destacou como vocalista na banda Louis & Anas (posteriormente rebatizada apenas como Louis), mesclando referências do soul, da disco music e do R&B. 

Miri vem esquentando os motores dessa nova fase com uma série de singles. Durante o isolamento social imposto pela pandemia, idealizou em parceria com Victor Fão e Martina Fröhlich o projeto Gliti, experimento musical e audiovisual que abordava temáticas de liberação feminina e sexualidades plurais numa roupagem eletropop. E também é uma das mentes no projeto Circuito Orelhas, com foco na circulação de nomes consagrados e revelações da música brasileira.

Radicada em Porto Alegre, Miri reuniu a fina flor da música pop gaúcha para dar corpo ao seu projeto solo, sob produção de Daniel Roitman. Entre os singles deste primeiro EP, ela colaborou com o duo Supervão em “Celebridades”, uma mescla de bossa e indie.

Ouça “Celebridades”: https://sprv.bfan.link/sprv-feat-miri

Agora, Miri está pronta para uma nova fase, oferecendo um olhar moderno e sob a perspectiva feminina e feminista sobre os amores fluidos.

Faixa-a-faixa:

O primeiro single revelado, “Me Diz O Que Que É”, traduz as dúvidas e inseguranças na busca por conexão na era de um distanciamento diferente do social – o sentimental. A música ganhou um videoclipe dirigido pelo conceituado jornalista paulistano Allex Colontonio (Casa Vogue, Kaza, Decornautas). 

Assista ao clipe “Me Diz O Que Que É”: https://youtu.be/5tCQR_aP5EM 

Na sequência, “Corre Amor” é uma mistura de beats dançantes e letra que celebram os amores fugazes, temperada com a sensualidade do pop brasileiro. 

“Eu escrevi a letra, melodia e harmonia de ‘Corre Amor’ num momento em que sofri uma desilusão amorosa. Eu conheci uma pessoa em um festival, no carnaval, e vivi 48 horas muito intensas com ela. Depois do carnaval seguimos em contato, eu achando que algo maior ia acontecer, até que no reencontro as coisas foram bem mais frias do que eu esperava. Aí passei por aquele momento de tirar a pessoa do seu pedestal, me recolher e entender que tudo bem, que isso passa, e eu sigo bem (melhor) sozinha”, revela a artista.

Assista a “Corre Amor”: https://youtu.be/T8FSeU5Yr1Q

Em “Nem Responde Mais”, as inspirações vão de Mahalia e Jorja Smith a Rihanna e Beyoncé, passando pela brasileira Flora Matos, enquanto a estética traz como referência capas de álbuns icônicos dos anos 80 e 90, como os de Madonna. Tudo para dar forma a uma letra onde temas como autoestima e amor próprio surgem para refletir sobre a hora certa de dizer adeus.

“Ela descreve um sentimento comum a muitas mulheres: o de se sentir ‘enrolada’ pelo outro, que some e depois reaparece, naquele joguinho que já estamos todas cansadas de vivenciar. No clima ‘só mais uma vez não vai fazer diferença’, a música também aborda o momento em que sabemos que logo vai passar, que a história de fato já acabou, mas que por algum motivo (uma ótima transa, carência, etc) ainda insistimos em dar uma última chance a quem nem merece”, resume Miri.

“Se Tu Quiser” é a música mais solar do álbum e apresenta uma perspectiva otimista e romântica do amor. É uma mistura de samba, pagode e pop. Na gravação se mesclam sons eletrônicos com cavaquinho e percussões orgânicas, trazendo elementos da infância da cantora, embalada por grupos do pagode noventista. 

“A inspiração para a letra veio de uma situação onde eu curti muito ficar com uma pessoa, mas ela morava longe, então ficamos poucas vezes. Mas o beijo da pessoa era perfeito e, um dia, depois de ter tido um date ruim com uma que beijava meio mal, eu senti muita saudade da primeira, uma vontade de voltar no tempo pra poder estar com ela de novo e não ter que ficar me arriscando em dates ruins. Isso aconteceu numa época em que a pandemia ainda estava bem forte e então a gente precisava escolher bem quando fazer um date e com quem! Ela também aborda o tema dos joguinhos amorosos, de quando a gente fica sem entender se a pessoa quer ou não. No início parece que tudo está claro, as duas pessoas querem, depois entra-se naquele período de tentar entender se a outra pessoa tá na mesma vibe ou não”, traduz a artista.

Por fim, “O Que Você Fala” é a música mais triste e melancólica de “Eu Nunca Amei Você”. É a única que retrata uma história real que não teve resolução, diferentemente das faixas anteriores. A música é uma mistura de pop brasileiro com dream pop, carregada de reverbs, delays e vocais melódicos.

“Essa é como se ainda não tivesse acabado, levei um ghosting que estou até hoje tentando entender. É uma música que fala sobre falta de amor próprio, ilusão e expectativas geradas pelo outro, alimentadas por nós. Se chama assim, porque a letra é um diálogo. Toda a primeira parte foi escrita a partir de mensagens (algumas literais) que eu recebi da pessoa”, entrega. 

Miri Brock faz das suas canções um livro aberto sobre vulnerabilidade, entrega, expectativas e a escolha dos nossos caminhos. O EP completo “Eu Nunca Amei Você” está disponível nas principais plataformas de música. O lançamento é do selo Relva Music.

Miri Brock por Elizabeth Thiel

Crédito: Elizabeth Thiel

Ficha técnica

Composição, Intérprete e Backing Vocals: Miriane Brock

Arranjos, Produção Musical, Guitarras e Programações: Daniel Roitman

Mix e Master (Nem Responde Mais, O Que Você Fala e Se Tu Quiser): Rodrigo Berger

Mix (Corre Amor e Me Diz O Que Que É): Átila Viana e Marcelo Fruet 

Master (Corre Amor e Me Diz O Que Que É): Marcos Abreu

Produção vocal, pré-produção musical (Me Diz O Que Que É) e participação na composição de Corre Amor: Marcelo Fruet

Selo: Relva Music

Distribuidora: Ingrooves

Produção executiva: Fernanda Verdi, Patrícia Guedes e Miriane Brock

Foto de capa: Elizabeth Thiel

Arte da capa: Giovanna de Castro Alves 

Assessoria de Imprensa: Build Up Media

Impulsionamentos: Lado C

Outras participações:

Composição Corre Amor: Marcelo Fruet

Coro Se Tu Quiser: Átila Viana, Gabriela Lery, Daniel Roitman, Eduardo Morlin, Elisa Casagrande e Marcelo Fruet

Cavaquinho Se Tu Quiser: Livia Tabert

Backing vocals (Corre Amor): Átila Viana e Marcelo Fruet

Backing vocals (O Que Você Fala): Marcelo Fruet 

Percussões orgânicas Me Diz O Que Que É: Lucas Kinoshita

Percussões orgânicas Se Tu Quiser: Cristiano Dias Rodrigues

Acompanhe Miri Brock:

https://www.instagram.com/miribrock/

https://www.facebook.com/miribrockoficial/

https://open.spotify.com/artist/36lJreujBPm50Pp4J1f61x

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui