Colégio Brasileiro de Cirurgiões entrega mais de mil assinaturas ao MPF para apoio a medidas de combate à corrupção

O Colégio Brasileiro de Cirurgiões (CBC), maior entidade de cirurgiões da América Latina, entregou, na última semana, na sede da Procuradoria da República no Paraná, mais de mil assinaturas em apoio à campanha #corrupçãonão, lançada pelo Ministério Público Federal (MPF), que tem como objetivo criar medidas de combate à corrupção e à impunidade. As assinaturas foram coletadas durante o último Congresso Brasileiro de Cirurgiões, realizando no mês de julho, em Curitiba. O Colégio também entregou uma carta oficial de apoio à campanha ao MPF. Estavam presentes Luiz Carlos Von Bahten, Vice-Presidente do CBC, Heládio Feitosa de Castro Filho, Presidente Diretor Nacional da CBC, Deltan Dallagnol, procurador e coordenador da Lava-Jato, além dos procuradores Orlando Martello, Diogo Castor de Mattos e João Vicente Beraldo Romão.
Segundo Von Bahten, é importante que o Conselho Brasileiro de Cirurgiões e toda a sociedade se unam para que a campanha surta o efeito esperado. “Como sociedade civil que somos, é extremamente necessário que toda a comunidade se envolva neste processo. Todos nós do Conselho divulgamos a campanha para pacientes e colegas, explicando o objetivo. A campanha reforça que é preciso dizer ‘não’ à corrupção, por menor que ela seja, em todos os lugares, seja na família, nas ruas, nas conversas informais”, declara.
Entenda
O MPF começou a colher, em todo o Brasil, assinaturas de cidadãos que apoiam dez medidas para aprimorar a prevenção e o combate à corrupção e à impunidade. As propostas de alterações legislativas buscam evitar o desvio de recursos públicos e garantir mais transparência, celeridade e eficiência ao trabalho do Ministério Público brasileiro com reflexo no Poder Judiciário. A íntegra das medidas e a ficha de assinatura estão disponíveis no site www.10medidas.mpf.mp.br.
O MPF tem como objetivo coletar 1,5 milhão de assinaturas para apresentar o projeto de lei de iniciativa popular ao Congresso Nacional. O cidadão pode procurar a unidade do MPF mais próxima de seu domicílio para assinar a ficha de apoio ou imprimir a ficha a partir do site, coletar dados e assinaturas e depois entregar em uma sede do MPF ou enviar pelo correio para o endereço da Força-Tarefa Lava Jato em Curitiba: Procuradoria da República no Paraná, Rua Marechal Deodoro, 933 – Centro, Cep 80060-010 – Curitiba/PR.
As medidas buscam, entre outros resultados, agilizar a tramitação das ações de improbidade administrativa e das ações criminais; instituir o teste de integridade para agentes públicos; criminalizar o enriquecimento ilícito; aumentar as penas para corrupção de altos valores; responsabilizar partidos políticos e criminalizar a prática do caixa 2; revisar o sistema recursal e as hipóteses de cabimento de habeas corpus; alterar o sistema de prescrição; instituir outras ferramentas para recuperação do dinheiro desviado.
<rodrigo.lorenzii@gmail.com>

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.