Microblading é aposta de quem busca sobrancelhas perfeitas com ar natural

Cada vez mais a busca pela naturalidade, seja no cabelo ou na maquiagem, atrai as mulheres. O microblading, novo procedimento que corrige falhas da sobrancelha, se diferencia de outras técnicas de micropigmentação e ganha popularidade pelo resultado natural e realista, que pode durar de 6 a 18 meses.

Microblading
A técnica, que surgiu no Japão ainda no século XIX e se assemelha a uma microtatuagem, é feita com uma caneta espe­cífica, a tebori, que permite mais pre­cisão, além de ser mais indicada para o preenchimento de falhas. Segundo a maquiadora do Lady&Lord Ecoville, Fabiane Telles, a caneta é formada por uma lâmina com microagulhas que preenchem as falhas ou corrigem o design das sobrancelhas com pigmento. “A quantidade de agulhas e a tonalidade do pigmento são escolhidos de acordo com a espessura e a cor do fio natural”, explica a maquiadora.

Como é feita
Antes do procedimento, é necessário fazer o design da sobrancelha, para que o traçado seja realizado com base no formato desejado. O procedimento, que leva em torno de uma hora e meia, é dolorido, já que o pigmento é aplicado entre a primeira e a segunda camada da pele. “A aplicação é menos dolorida se comparada a outras técnicas de pigmentação e a sensibilidade de cada um influencia muito nessa hora”, afirma Fabiane. O retoque, feito após 30 dias, garante uma sobrancelha natural por mais tempo. O tempo de duração do pigmento depende diretamente do tipo de pele e dos cuidados pós-procedimento. 

Para quem
O procedimento é indicado para homens e mulheres de qualquer idade que desejem fazer o preenchimento de falhas, corrigir ou alterar o formato da sobrancelha. Não é indicado para pessoas que possuem má cicatrização de pele e gestantes. Os diabéticos podem fazer, mas é preciso atenção, já que a técnica só pode ser feita caso o problema esteja controlado.

Cuidados
Para garantir o resultado desejado e a correta cicatrização, são necessários alguns cuidados após o procedimento:
– Não molhar o local por 72h;
– Aplicar pomada no mínimo quatro vezes ao dia, durante sete dias, para que a área pigmentada fique umedecida;
– Evitar a ingestão excessiva de proteína na primeira semana;
– O consumo de cenoura e beterraba ajuda a manter o pigmento, ativando a melanina;
– Não tomar sol durante 30 dias;
– Não depilar o local;
– Não usar maquiagem no local até completar a cicatrização;
– Não usar cremes a base de ácido na área pigmentada.
(centralpress@presskit.com.br)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.