Alunos da PUCPR lançam aplicativo de reportagens humanizadas

Com
o objetivo de levar reportagens humanizadas em formato longo aos usuários de
smartphones, incentivando a leitura, cinco estudantes do curso de Jornalismo da
Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) lançam, no próximo dia 10,
um aplicativo para Android. A ideia surgiu como trabalho de conclusão de curso
e pretende ser levada para além da faculdade.
Para
os responsáveis pelo projeto, Amanda Schause, Caroline Stédile, Getulio Xavier,
Melvin Quaresma e Thiana Perusso, a satisfação é muito grande em ver o
resultado do trabalho de um ano finalmente concretizado. O aplicativo Aspas é composto por reportagens de
cunho social e humanizado, ou seja, aborda assuntos universais e com temáticas
relevantes, mas com o foco nas pessoas.
Segundo
o fotógrafo e integrante da equipe, Melvin Quaresma, o nome Aspas foi escolhido
por indicar a presença da fala e inserir um personagem dentro de uma
reportagem.  “O Aspas
possui conteúdos feitos pensando na plataforma móvel. Apesar do uso mais longo
do texto, ele possui um design e linguagem adaptados a isso, fazendo com que o
leitor sinta-se atraído pelo conteúdo extenso mesmo em uma pequena tela.
Valorizamos o texto, as falas, as fotografias e os vídeos”, pontua.
A
pesquisa TIC Domicílios 2014, realizada
pelo Comitê Gestor da Internet no
Brasil (CGI.br), mostrou
que o uso da internet pelos celulares triplicou de 2011 para 2014. Antes,
apenas 15% da população utilizava o telefone móvel para navegar na web e agora,
47% o fazem, representando um total de 81,5 milhões de pessoas conectadas.
Apesar deste crescimento, a equipe percebeu uma escassez no mercado
jornalístico brasileiro com materiais feitos exclusivamente para essa
plataforma.
De acordo com o orientador do projeto, professor Julius
Nunes, a ideia é também incentivar o consumo de conteúdo de qualidade em
smartphones. “O consumo de conteúdo vem aumentando significativamente por meio
dos celulares graças à queda no preço dos aparelhos, na melhoria da banda e no
surgimento de novos aplicativos, mas precisamos pensar, como jornalistas, no
que fazer para que as pessoas acessem materiais de qualidade, informativos,
educativos, que tenham reflexo positivo em sua vida, e o Aspas vem para
preencher um pouquinho deste espaço”, destaca. 

Inicialmente
o App Aspas estará disponível apenas para Android, mas o objetivo dos
estudantes é adaptá-lo para outros sistemas operacionais. Para baixá-lo basta
acessar a Google Play Store a partir do dia 10 de novembro. Para acompanhar o
processo de produção das reportagens siga o aplicativo Aspas pelo Facebook
(facebook.com/aspasapp) e pelo Instagram (@aspas.app).
<aspas.app@gmail.com>

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.