Exposição fotográfica revela realidade das comunidades quilombolas no Paraná

A Secretaria de Estado da Cultura do Paraná e a Biblioteca Pública do Paraná promovem, a partir de 19 de novembro, a mostra “Comunidades Quilombolas do Paraná”, da artista Fernanda Castro. A exposição acontece no Hall Térreo da BPP e segue até 23 de dezembro. A entrada é gratuita.

“Comunidades Quilombolas do Paraná” é formada por 11 fotografias, reproduzidas em alta resolução, e é resultado do trabalho de pesquisa da artista sobre a identidade cultural negra e suas raízes sociais nas comunidades quilombolas do Paraná. A série retrata, em especial, a mulher negra e suas comunidades sociais e culturais, cujas raízes alimentam fortemente a constituição de nossa sociedade.

Segundo o jornalista e poeta Zeca Corrêa Leite, que assina texto de apresentação da mostra, as fotografias de Fernanda Castro trazem “o testemunho de mundos não revelados”.

Formada em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), Fernanda Castro foi, durante 4 anos, professora de Foto-Jornalismo da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) e da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). De 1980 a 2002, atuou como repórter fotográfica nos jornais Gazeta Mercantil, O Estado do Paraná e Correio de Notícias.

Entre seus trabalhos autorais, destacam-se as exposições individuais “Comunidade Negra do Sutil”, realizada em 2003 na Biblioteca Especializada em Cinema André Malraux, em Paris, e “Ruídos e Silêncios”, exposta no Museu de Arte Sacra, em Curitiba, em 2002.

Serviço:

Mostra “Comunidades Quilombolas do Paraná”, de Fernanda Castro

Abertura: 19 de novembro

Até 23 de dezembro

Hall térreo da Biblioteca Pública do Paraná

R. Cândido Lopes, 133

Curitiba — PR

2.ª a 6.ª, das 8h30 às 20h.

Sáb, das 8h30 às 13h.

Entrada franca.

Mais informações: (41) 3221-4917

www.bpp.pr.gov.br

<imprensa@bpp.pr.gov.br>

Fernanda Castro

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.