Verão também demanda cuidados com o coração

Com a chegada do verão, muitas pessoas procuram passar o dia em praias e parques. Afinal, as opções de lazer dentro desses ambientes são inúmeras. Neles é possível não só praticar corridas, caminhadas, pedalas, entre outros esportes, mas também aproveitar para fazer piqueniques, degustar saborosos petiscos ou guloseimas e ainda se refrescar com sucos, drinks, cerveja e refrigerante. “Embora tudo isso seja prazeroso e relaxante, é preciso ficar atento. Abusos em relação à alimentação e esforços físicos sem orientação médica podem representar riscos à saúde”, alerta o cardiologista e clínico geral do HCor – Hospital do Coração, Abrão Cury.

Segundo o Dr. Cury, a prática de atividade física sem a devida preparação aliada à ingestão excessiva de álcool, açúcar e gordura, como é comum nas férias, por exemplo, pode aumentar as chances do surgimento de problemas cardiovasculares. “O perigo é maior no caso de pessoas com mais propensão, como idosos, hipertensos, obesos, fumantes e diabéticos”, revela o médico do HCor.

Cuidados durante o lazer  

Para evitar riscos à saúde cardíaca, o Dr. Cury recomenda alguns cuidados. De acordo com o médico, pessoas que fazem parte do grupo de risco para problemas cardiovasculares não devem fazer exercícios físicos e nem praticar esportes, sem antes passar por uma avaliação médica.

O cardiologista também sugere cautela com a alimentação. Ele explica que grande parte dos petiscos servidos na praia – como peixe ou camarão empanado – têm alto teor de colesterol que, como se sabe, é o principal causador da aterosclerose. Já os lanches, bebidas e doces vendidos tanto no litoral, quanto nos parques são pouco saudáveis e também podem contribuir com o surgimento de problemas cardiovasculares. “É importante reduzir o consumo de alimentos desse tipo, substituindo-os por opções naturais e benéficas à saúde”, recomenda o cardiologista, lembrando que evitar o aumento no consumo de álcool, característico do verão, também é fundamental.

Atenção com a medicação

Cardiopatas que utilizam medicamentos específicos também precisam ficar atentos nessa época do ano. Um bom exemplo está no caso de hipertensos que dependem de remédios para controlar a pressão arterial. Ao viajar para a praia, pessoas nessa condição sofrem uma queda natural da pressão por causa do calor e de outros fatores atmosféricos típicos das regiões litorâneas – o que também ocorre entre pessoas saudáveis. Por isso, a ingestão de medicamentos como vasodilatadores pode provocar quadros de hipotensão, ao fazer com que a pressão arterial do indivíduo caia ainda mais. “Nesses casos, é imprescindível que o paciente procure o seu médico para saber se é necessário alterar a dosagem dos medicamentos que utiliza, antes de viajar”, aconselha. “Outra medida importante é sempre medir a pressão, principalmente, antes de tomar algum remédio desse tipo”, ressalta o cardiologista do HCor.

Outro cuidado importante é com o uso de diuréticos. O Dr. Cury explica que, durante o verão, as altas temperaturas fazem com que o indivíduo transpire muito mais. Isso acelera a perda de água e sais minerais, através do suor. “Por isso, pacientes que fazem uso de substâncias diuréticas precisam ter atenção redobrada, já que a desidratação também afeta o coração”, recomenda o médico. “Como precaução é necessário ingerir bastante líquido, durante todo o dia. No caso dos idosos, a cautela deve ser ainda maior, já que a saúde deles costuma ser sempre mais frágil. Porém, com todos esses cuidados, é possível proteger o coração e aproveitar o verão com menos riscos, mais saúde e disposição!”, lembra o médico.

<ricardo@targetsp.com.br>

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.