A importância do teste do pezinho

O exame é oferecido em diferentes tipos no Laboratório Alvaro

 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) reconhece mais de cinco mil doenças raras na escala internacional. Deste total, 80% são de origem genética, sendo que 75% atingem as crianças. Estima-se que 50% dessas doenças são diagnosticadas tardiamente. Por este e outros motivos a triagem neonatal, mais conhecida como teste do pezinho, é um dos exames mais importantes feitos em recém-nascidos. É o que explica Fabiano Sandrini, responsável médico e endocrinologista integrante do corpo clínico do Laboratório Alvaro.

Sandrini afirma que, com algumas gotas de sangue colhidas do calcanhar do bebê, o teste permite diagnosticar precocemente várias doenças, entre metabólicas, congênitas e infecciosas. A triagem deve ser feita entre três e vinte dias de vida da criança, já que antes disso os resultados podem não ser muito precisos.

O teste do pezinho chegou ao Brasil na década de 70 para identificar, inicialmente, a fenilcetonúria e o hipotireoidismo congênito e, desde então, outras doenças foram incluídas neste programa de triagem neonatal.  “Muitas dessas doenças não apresentam sintomas no nascimento e, se não forem diagnosticadas e tratadas o mais cedo possível, podem causar sérios danos à saúde, inclusive retardo mental grave e irreversível”, alerta o médico.

No Laboratório Alvaro são oferecidos quatro tipos de teste do pezinho. O básico contempla sete marcadores e detecta 20 doenças, dentre elas a fenilcetonúria e o hipotireidosmo congênito. O plus pode diagnosticar nove tipos de doenças, entre elas a fibrose cística. O teste ampliado detecta 37 doenças, como hiperplasia adrenal congênita, galactosemia, toxoplasmose congênita e anemia falciforme. Por fim, o master contempla 22 marcadores e detecta 50 doenças, dentre elas sífilis congênita, rubéola congênita e Doença de Chagas.

Além disso, pode ser agregada ao teste básico, plus, ampliado ou master a pesquisa para investigação de doenças como AIDS e deficiência da MCAD (distúrbio genético).

O Laboratório Alvaro faz também o teste do pezinho através do Atendimento Domiciliar. Mais informações pela Central de Atendimento (45) 3220-8000.

 

Sobre o Laboratório Alvaro

Com 48 anos de atuação o Laboratório Alvaro é referência no segmento de exames laboratoriais na região Oeste do Paraná, garantindo ampla cobertura em Cascavel e Foz do Iguaçu, com 13 unidades de atendimento. O Alvaro também é referência nacional em apoio diagnóstico para cerca de cinco mil laboratórios em todo o país. Possui mais de 600 colaboradores e oferece mais de 1,8 mil tipos de exames de análises clínicas. Mais informações no site www.alvaro.com.br

 

Laboratório Alvaro

Assessoria de Imprensa – Curitiba

Talk Assessoria de Comunicação

Karin Villatore

Mtb 2815

(41) 3018-5828 / 9963-4250/ 9681-7075

karin@talkcomunicacao.com.br

www.talkcomunicacao.com.br

www.twitter.com/talkcomunicacao

talkcomunicacao.wordpress.com

http://www.facebook.com/TalkAssessoriaDeComunicacao

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.