Monólogo traz dramas de transexual no Festival de Teatro de Curitiba

Um monólogo dentro do conceito de teatro musical vai retratar as tristezas, dúvidas e incertezas da vida de uma mulher transgênero, em cena num dos palcos do Festival de Teatro de Curitiba, na mostra Fringe. Com estreia prevista para o dia 24 de março na Comparsaria Cênica, o espetáculo “Experimento X” promete levar o público para o mundo de uma personagem que sofre dos mesmos dramas que uma transgênero passa, ao sentir-se dentro de um corpo e de uma condição social que a faz infeliz. Tudo isso em meio a clássicos do teatro musical interpretados pela personagem, misturados com humor e ironia.

O público conhecerá a história de Loretto Von Der Bausch, uma transexual apaixonada por musicais e que sonha em interpretar um espetáculo sobre sua vida. Porém, as condições sociais pelas quais passa a fazem ficar à margem da sociedade, algo comum a boa parte das transgêneros. O nome da personagem foi inspirado em uma bailarina argentina por quem Nelson Rodrigues foi apaixonado, segundo o criador do espetáculo, Bruno Lang. O sobrenome Bausch é de uma coreógrafa alemã, ‘Pina Bausch’, que representa a dança-teatro.

Durante a apresentação, a personagem mostra situações desde o nascimento e infância, até a vida adulta, em que passa por discriminação. Em uma das falas, o intérprete demonstra como Loretto se sentia ao frequentar a escola. Em tom irônico, a personagem diz: “todo mundo me achava muito engraçada. Eles riam de mim. Era divertidíssimo”. O ator acrescenta que quer “aproximar o público dessa realidade, apresentar que existe dessa forma, que acontece dessa forma [com algumas transexuais]”. Mesmo com o drama, a personagem interage com humor com a plateia, em meio aos números musicais que interpreta.

 

Teatro verdade

A personagem é uma mistura dados ficcionais com os da vida de Lang. “Tem algumas informações sobre o que passei enquanto homossexual. Além disso, o teatro musical faz parte da minha vida”, comenta. O tema surgiu durante seu curso de graduação em Dança. A ideia amadureceu em 2015, na apresentação do espetáculo Meandros, que a Comparsaria Cênica levou aos palcos do Festival de Teatro de Curitiba no ano passado. Para criar Loretto, ele também teve contato com algumas mulheres transexuais.

De acordo com o diretor do espetáculo, Hélio de Aquino, trazer elementos biográfico dos  atores é uma das características não só de “Experimento X”, mas também de outros trabalhos da Comparsaria Cênica. “É a ideia do teatro verdade, de trazer aos palcos aquilo que é relevante ao criador para despertar o interesse do público. Se eu digo algo com verdade, isso será verossímil para a plateia”, explica.

O nome do espetáculo, Experimento X, surgiu da ideia de tornar essa peça uma experiência na questão de gênero. Já a letra X, conforme explica Aquino, é uma referência à substituição dos artigos O e A por X, muito utilizado quando não se faz referência a gênero masculino ou feminino ao falar de uma pessoa. “A Loretto representa a diferença presente na sociedade e que vive à sombra. É o momento de dar luz a essa história, a essa figura”, acrescenta.

 

Serviço:

Experimento X

Dias e horário: 24, 25 e 26 de março, às 21h

Local: Comparsaria Cênica – Rua João Tschannerl, 486, Vista Alegre, Curitiba

Intérprete-criador: Bruno Lang

Musicista: Bia Cervellini

Direção: Helio De Aquino

Ingressos: R$ 30 – à venda nas bilheterias do Festival de Teatro e na Comparsaria Cênica, nos dias do espetáculo. Lotação limitada a dez pessoas por apresentação.

 

Sobre a Comparsaria Cênica

Companhia de teatro e escola de artes nascida em 2013, com o objetivo de integrar as linguagens artísticas de teatro, dança e música. Conta atualmente com nove pessoas no núcleo profissional, além de atores em formação. As aulas ocorrem aos sábados. Quem quiser acompanhar mais informações sobre a companhia e escola pode acessar a página no facebook: www.facebook.com/comparsariacenica <rodrigobatista.jor@gmail.com>

Créditos das fotos: Bea Fidalgo

ae765b61-5aa2-4ae3-9dab-34f8ac384acc c17d55f0-1a9f-4703-b9ff-8046938ae8ad e9b5a7b8-f187-42e7-b1eb-3af0edfac2f8

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.