Passeio por Porto Velho é uma mistura de ricas histórias com simplicidade

Cidade centenária, a capital de Rondônia recebu ontem (22) a chama olímpica

Por Priscilla Araujo

riobranco
Catedral Porto Velho. Foto: banco de imagens/Ascom

Nesta quarta-feira, a chama olímpica desembarca em Porto Velho (RO) e a programação inclui cenários incríveis e muitos eventos culturais. A Agência de Notícias do Turismo conversou com amantes da cidade e destaca, nessa reportagem, dicas de passeios que não podem ficar de fora do roteiro em sua próxima viagem para a capital de Rondônia.

Natureza – Impossível ir à centenária Porto Velho e não fazer um tour de barco pela imensidão do Rio Madeira. Principal braço direito do rio Amazonas, o Rio Madeira oferece uma visita inesquecível pela fauna e flora de Porto Velho. Durante uma hora de passeio, é possível chegar bem perto da usina hidrelétrica de Santo Antônio, passar por baixo da ponte que liga o estado do Acre a Rondônia e conhecer a comunidade de São Sebastião, uma das mais antigas comunidades ribeirinhas da região. E quem tiver sorte, pode até ver os peixes-boi e os botos pelas águas amarronzadas do Madeira, enquanto desfruta de um delicioso peixe frito durante o passeio de barco, que se torna ainda mais agradável se for realizado no fim de tarde, para contemplar o fantástico pôr-do-sol.

Cultura e Gastronomia – Bem em frente ao rio fica o Museu ferroviário, conhecido também como Museu da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, que reúne peças e objetos utilizados na construção da ferrovia, no século XX, e ainda permite aos visitantes tirar fotos ao lado da locomotiva Maria Fumaça. Pertinho dali, está o Mercado Cultural, uma atração à parte para os turistas que gostam de uma boa comida, temperos e artesanato. “O local é um ponto de encontro dos moradores, e tem como principal atrativo o café da manhã preparado com produtos típicos da região”, revela o servidor público Jorge Cezar, que já visitou a cidade três vezes.

A igreja de Santo Antônio do rio Madeira e a Catedral do Sagrado Coração de Jesus são outros importantes pontos turísticos para os peregrinos e para quem quer apenas conhecer belas histórias. Formada internamente por pinturas, luzes, palavras postas na cúpula, nas paredes, nos arcos, coreografia de Santos e de Anjos, além vitrais multicoloridos, a Catedral está fechada para reforma e ainda sem previsão de data para reabertura ao público, mas merece uma foto como recordação da fachada. Já a igrejinha, é a prova viva de resistência. Construída antes mesmo da inauguração de Porto Velho, foi reconstruída duas vezes, e em 2008 resistiu às explosões feitas nas pedras da cachoeira para a construção da usina hidrelétrica que carrega o mesmo nome do templo. Hoje, a igreja pintada de azul e branco virou ponto turístico para receber milhares de visitantes.

Outro ponto que vale a pena conhecer é a Praça das Três Caixas d’Água, lugar que faz parte do patrimônio histórico do município. O monumento é formado por três gigantes tanques cilíndricos, erguidos entre 1910 e 1912. Cada reservatório possui capacidade para 200 mil litros e serviram para abastecer a cidade de Porto Velho até o ano de 1957. Lugar calmo e considerado romântico para alguns, aos finais de semana recebe barraquinhas de alimentos e eventos, permitindo bons passeios com a família no fim de tarde ou início da noite.

Esporte –
Para quem gosta de curtir a vida simples e o contato com a natureza, outra dica em Porto Velho é o Parque da Cidade, local para lazer, recreação e práticas esportivas com espaço para as famílias. Aos amantes do ecoturismo, tem a opção do passeio pelas trilhas abertas do Parque Natural, localizado a 15 km do centro da cidade, que tem como objetivo a preservação de ecossistemas naturais.

Serviço – Em 2012, a cidade centenária ganhou um aplicativo para divulgar pontos turísticos da cidade. O Guia de Porto Velho está disponível para celulares com sistema Android e IOS.

Investimentos do MTur – Implantação e recuperação de praças; apoio a projetos de infraestrutura turística; construção de Centro de Atendimento ao Turismo; implantação de sinalização turística, e restauração de 25 km da estrada de ferro são alguns dos projetos de Porto Velho que receberam investimentos do Ministério do Turismo, que, desde que foi criado, já repassou cerca de 20,9 milhões à capital de Rondônia. <ascom@turismo.gov.br>

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.