Instituto Horas da Vida chega a Curitiba

O Instituto Horas da Vida, ONG que presta atendimento gratuito e humanizado para as pessoas com dificuldade de acesso a saúde, chega a Curitiba. A partir do dia 15 de agosto, os assistidos pelas ONGs parceiras poderão ser encaminhados aos consultórios dos médicos voluntários. Além das consultas, o Instituto promove exames, mutirões oftalmológicos, auditivos, odontológicos, cursos e palestras.

Criado em 2012, pelo doutor João Paulo Ribeiro e Rubem Ariano, analista financeiro, o Horas da Vida soma mais de 1500 médicos voluntários, entre eles, o Dr. Dráuzio Varella e Dra. Ana Escobar, distribuídos em 30 especialidades, os quais já realizaram mais de 12 mil atendimentos.

No Instituto, profissionais da saúde de várias especialidades e de entidades renomadas, se voluntariam a doar uma hora do seu dia, semana ou mês, no seu próprio consultório, para atender pacientes que necessitam de consultas de rotina ou até mesmo cuidados especiais, mas enfrentam filas no sistema público de saúde.

Para viabilizar o atendimento, o Horas da Vida tem parceria com várias instituições e fundações importantes como: APAE São Paulo, ASA – Associação Santo Agostinho, Casa do Zezinho, Educafro, UNIBES – União Brasileiro-Israelita do Bem-Estar Social,  Lar Sírio, Associação Beneficente da Santa Fé e Saúde da Criança de São Paulo, entre outras, nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e, agora, em Curitiba.

Na cidade paranaense a ONG já firmou parceria com a Playing for Change Foundation, que atua na construção de escolas de música e artes para crianças em vulnerabilidade social. Curitiba foi a primeira cidade da América Latina a receber uma escola construída pela instituição, que atende cerca de 50 crianças do bairro Cajuru.

Profissionais de saúde interessados em fazer parte do trabalho voluntário e/ou entidades que desejam se credenciar ao Instituto Horas da Vida podem entrar em contato por meio do site www.horasdavida.org.br.

<thais.louzada@comuniquese2.com.br>

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.