Pela primeira vez, estudante do Brasil é finalista global da Google Science Fair

Projeto da jovem Maria Vitória, de Londrina, no Paraná, concorre com estudantes de outros 8 países pelo principal prêmio da maior feira de ciências online do mundo

 

São Paulo, 11 de agosto de 2016 – Uma jovem de Londrina, no Paraná, conquistou uma vaga na final global da edição 2016 da Google Science Fair. É a primeira vez que o Brasil será representado na última etapa da feira de ciências do Google. A estudante Maria Vitória Valoto (16) criou o projeto “Leite sem lactose para todos”, que concorrerá pelo grande prêmio com projetos de outros 8 países.

Os 16 projetos de 9 países (Brasil, Estados Unidos, África do Sul, Índia, Singapura, Zâmbia, Malásia, Bangladesh e Arábia Saudita) trazem ideias para melhorar o mundo por meio da ciência e engenharia. Os projetos dos outros finalistas vão desde um teste de bafômetro que pode prever o câncer de pulmão até um filtro de carbono para diminuir significamente o desperdício de isopor, esses

Conheça abaixo o projeto da estudante brasileira. Confira também os outros finalistas aqui.

unnamed (3)

Leite sem lactose para todos!

Maria Vitória Valoto, (16) – Brasil

De Londrina (PR), a jovem Maria Vitória Valoto, de 16 anos, queria resolver um problema de revirar o estômago: ao redor do mundo, boa parte das comunidades tem uma alta porcentagem de pessoas que não produzem a enzima necessária para digerir o leite de forma adequada. No Brasil, pelo menos 50 milhões de pessoas são afetadas. Comprar leite sem lactose e outras alternativas não lácteas como leite de soja ou amêndoa pode ser muito caro e difícil de muitas pessoas adquirirem regularmente, e enquanto os fabricantes de alimentos podem produzir produtos sem lactose com bastante facilidade, o produto final pode reduzir a qualidade e o valor nutritivo do leite. Maria então se propôs a criar uma cápsula acessível que qualquer um pode adicionar diretamente ao leite para neutralizar sua lactose, no conforto da sua própria casa. Após vários experimentos, ela produziu uma cápsula reutilizável que funciona a partir de temperaturas do refrigerador até 37 graus Celsius, e funciona igualmente bem em leites com baixo teor de gordura e leite integral. A cápsula da Maria Vitória pode ser reutilizada para neutralizar eficazmente as enzimas de lactose no leite por até sete dias, e custa apenas alguns centavos. Maria está animada para tornar sua solução para a remoção de lactose do leite facilmente acessível a qualquer pessoa.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.