Cadeia produtiva sustentável

Souza Cruz investe em ações de reaproveitamento, com o tratamento de todo o esgoto das fábricas e 60% da matriz energética renovável

Mais do que seguras, as fábricas e unidades da Souza Cruz estão cada vez mais sustentáveis. No último ano, a companhia reciclou mais de 98% dos resíduos gerados na produção de cigarros e 60% das embalagens de entrega de produtos foram reaproveitadas. A lenha é uma das principais fontes de energia e, com intuito de reduzir os impactos da cadeia produtiva, são mantidas três fazendas de reflorestamento e três parques ambientais, totalizando 310 hectares de área destinadas à preservação ambiental. Iniciativas como essas são adotadas globalmente pela British American Tobacco, controladora da Souza Cruz, que figura pelo 15º ano consecutivo no Índice de Sustentabilidade Dow Jones. Presente em mais de 200 países, a meta é que até 2017 as unidades fabris da BAT alcancem a marca de zero acidentes, além da redução das emissões de gases, como o dióxido de carbono.

 

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.