Comunidade Emaús receberá oficina de alimentação saudável

Mais de 20 internos em tratamento contra a dependência química da comunidade Emaús receberão uma oficina sobre alimentação saudável e utilização integral dos alimentos. O evento está marcado para a próxima quarta-feira (19) em comemoração ao Dia Mundial da Alimentação Saudável. “O objetivo é aproveitar o máximo dos alimentos evitando o desperdício e capacitar os internos para geração de renda que contribua para a manutenção da instituição” afirma Kátia Cristina Costa Lessa, analista de Responsabilidade Social da Unimed Curitiba e responsável pela ação.

A oficina acontecerá das 13h às 17h e será ministrada por Maria da Conceição Hamester, carinhosamente conhecida como Ceiça. Há 23 anos trabalha junto à Pastoral da Criança, seja como funcionária ou voluntária. “Foi e tem sido um aprendizado constante. Principalmente nossa saudosa Zilda Arns teve um papel fundamental na minha vida. Ela me ensinou a, por meio da alimentação saudável, cuidar da pessoa como um todo, valorizando-a acima de tudo. E é isso que pretendo abordar com os internos da comunidade”, explica.

Ceiça explica que trabalha a saúde por meio da alimentação, melhorando corpo e mente, além de oferecer uma vivência tão terapêutica que é cozinhar. “Sem falar que, quando usamos integralmente os alimentos, ingerimos nutrientes que normalmente vão para o lixo. A casca da melancia, por exemplo, é riquíssima em vitamina C e é possível preparar uma farofa deliciosa com ela”, ressalta animada. Segundo ela, até mesmo a coroa do abacaxi pode ser utilizada.

Ela também publicou o “Caderno de Receitas da Ceiça”, com dezenas de dicas para preparar sucos, doces, bolos, pães, tortas, suflês, cremes, patês, e até receitas que usam flores e folhas. Foram separadas três receitas do livro para serem ensinadas aos internos da comunidade. “Dentre elas, solicitamos que fosse feita um biscoito muito saboroso que, posteriormente poderão fazer em larga escala para vender e arrecadar fundos para a casa de recuperação”, explica Valéria Lopes.

Para Ceiça, ações como essa promovida pela Unimed Curitiba são essenciais para disseminar esses conceitos. “Quanto mais abordarmos esse tema, mais pessoas serão sensibilizadas e perceberão a importância de evitar o desperdício que é um grande problema das cidades, além de perceberem como essas partes que vão fora podem ser bem aproveitadas”, conclui.

 

Serviço:

Oficina Uso Integral dos Alimentos

Comunidade Emaús: Casa de Recuperação Professor Olién Zétola

Data: 19/10

Horário: das 13h às 17h

Sobre a Unimed Curitiba: Maior cooperativa de saúde do Paraná e uma das cinco maiores cooperativas do Sistema Unimed Brasil, a Unimed Curitiba foi fundada em 6 de agosto de 1971. Com 45 anos de mercado, reúne mais de 4.300 médicos cooperados e quase 600 mil clientes. “Cuidar da saúde faz a vida valer a pena” é a Missão da Unimed Curitiba, uma cooperativa Feita de Médicos.

marialuiza@nqm.com.br

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.