Decoração fácil, rápida e limpa

Modificar ambientes pode ser uma tarefa complicada devido à falta de tempo na rotina das grandes cidades. No entanto, utilizar-se de recursos simples e versáteis, como o papel de parede, pode ser uma ótima estratégia para repaginar a decoração de casa. A arquiteta Marcia Campetti, do Estúdio Campetti, explica que existem muitas vantagens em aplicar o material: “A grande primeira é não precisar de pintor na obra, assim, eliminando toda a sujeira do trabalho. Ele esconde defeitos da parede que precisariam ser corrigidos com massa e lixamento e ainda deixa o ambiente aconchegante. Sempre digo que papel de parede acolhe a pessoa no ambiente”.

Quartos, salas, lavabos e até mesmo o teto: qualquer espaço pode receber o item, desde que esteja livre de umidade nas paredes. “Nos demais ambientes ele se encaixa na decoração complementando e trazendo o toque final ao projeto”, pontuam as arquitetas Mariana Stockler e Carolina Posanske. Quanto ao melhor tipo de papel de parede, deve-se levar em conta o estilo do projeto e o tipo de parede que o local dispõe, sendo recomendada a contratação de um profissional para reconhecer estes pontos.

Confira a seguir algumas dicas de ambientes variados que receberam o papel de parede como peça-chave para criar uma nova roupagem no décor:

Adornada para ser aconchegante, a sala projetada pelos arquitetos Marcia Campetti e Tiago Campetti, do Estúdio Campetti, recebeu o papel de parede alinhado ao estilo do projeto. “Cada caso recebe uma análise, pois os temas são variados em caso de quarto infantil, texturas em consultórios ou em residências. Muito difícil o cliente acertar o desenho e as cores sem um profissional. Tem que ter olho clínico, olho treinado, pois o papel pode comprometer toda a decoração”, ressalta a arquiteta Marcia Campetti. Crédito da foto: divulgação.
Sala com papel de parede estampado e vigas de gesso no teto, também com papel de parede sobre elas, de desenho de madeirado. O espaço leva a assinatura dos arquitetos Marcia Campetti e Tiago Campetti, do Estúdio Campetti. Crédito da foto: divulgação
Sala com papel de parede estampado e vigas de gesso no teto, também com papel de parede sobre elas, de desenho de madeirado. O espaço leva a assinatura dos arquitetos Marcia Campetti e Tiago Campetti, do Estúdio Campetti. Crédito da foto: divulgação
“Dê preferência às paredes inteiramente lisas – sem recorte de portas, janelas ou passagem – e para as paredes que chamamos principal, aquela que entra e o olho vê primeiro. É importante cuidar para não por papel em paredes escondidas, como atrás da porta que sempre fica aberta”, explica Marcia Campetti. Na foto, o quarto com papel de parede quadriculado, elaborado pelo Estúdio Campetti. Crédito da foto: divulgação
“Dê preferência às paredes inteiramente lisas – sem recorte de portas, janelas ou passagem – e para as paredes que chamamos principal, aquela que entra e o olho vê primeiro. É importante cuidar para não por papel em paredes escondidas, como atrás da porta que sempre fica aberta”, explica Marcia Campetti. Na foto, o quarto com papel de parede quadriculado, elaborado pelo Estúdio Campetti. Crédito da foto: divulgação
 Projeto de quarto do Estúdio Campetti, com papel de parede selecionado para criar uma composição com os tecidos das almofadas e travesseiros. Crédito da foto: divulgação

Projeto de quarto do Estúdio Campetti, com papel de parede selecionado para criar uma composição com os tecidos das almofadas e travesseiros. Crédito da foto: divulgação
O quarto projetado pelas arquitetas Mariana Stockler e Carolina Posanske foi pontuado pela cor azul que, democrática, também fez parte do papel de parede. “As estampas trazem um toque especial, mas devem ser trabalhadas em harmonia com os demais elementos presentes no espaço”, comentam as profissionais. Crédito da foto: Marcelo Stammer
O quarto projetado pelas arquitetas Mariana Stockler e Carolina Posanske foi pontuado pela cor azul que, democrática, também fez parte do papel de parede. “As estampas trazem um toque especial, mas devem ser trabalhadas em harmonia com os demais elementos presentes no espaço”, comentam as profissionais. Crédito da foto: Marcelo Stammer
O conceito clean do escritório composto pelas arquitetas Mariana Stockler e Carolina Posanske foi realçado pelo papel de parede diferenciado. Crédito das fotos: Eduardo Macarios
O conceito clean do escritório composto pelas arquitetas Mariana Stockler e Carolina Posanske foi realçado pelo papel de parede diferenciado. Crédito das fotos: Eduardo Macarios
Moradores descontraídos também podem optar por estampas divertidas, como o papel de parede com caveiras, em lavabo desenvolvido pelas arquitetas Clarice Volpi e Simone Volpi, da Volpi Arquitetura. Crédito da foto: Gerson Lima
Moradores descontraídos também podem optar por estampas divertidas, como o papel de parede com caveiras, em lavabo desenvolvido pelas arquitetas Clarice Volpi e Simone Volpi, da Volpi Arquitetura. Crédito da foto: Gerson Lima

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.