TripAdvisor anuncia o fim da venda de ingressos para atrações turísticas cruéis com os animais

A TripAdvisor, o maior site de viagens do mundo, anunciou que não venderá mais ingressos para algumas das atividades turísticas mais cruéis com os animais. Esta decisão acontece menos de seis meses depois do lançamento da campanha “Silvestres. Não Entretenimento” da World Animal Protection –  World Animal Protection – que reuniu mais de 558 mil assinaturas em uma petição assinada por protetores da vida animal de todo o mundo.

O primeiro passo dessa campanha foi dado em 1991 e conseguiu acabar com as atrações de danças de ursos na Grécia, Turquia e Índia. O anúncio da TripAdvisor é um avanço significativo para acabar com passeios de elefante, selfies com tigres, nado com golfinhos e outras atrações turísticas cruéis com animais.

Para além do fim da venda de ingressos, a TripAdvisor lançará, em parceria com a World Animal Protection e outros especialistas da conservação animal e da indústria do turismo, um portal de educação associado às atrações disponíveis no site. Esse portal informará milhões de turistas sobre as crueldades que os animais enfrentam na indústria do turismo de entretenimento.

Dentre as atrações que não terão mais venda de ingressos está o passeio em elefantes, uma das atividades mais cruéis e ao mesmo tempo mais procuradas pelos turistas. Os filhotes de elefante são retirados de suas mães quando ainda muito jovens, apanham e passam por sofrimento e abuso psicológico durante o treinamento para que se tornem submissos o suficiente para permanecerem o resto de suas vidas acorrentados e realizando passeios com turistas.

“Parabenizamos a TripAdvisor por dar esse passo importante para o fim da indústria do turismo de entretenimento da vida silvestre –  esse também é um grande resultado para mais de meio milhão de apoiadores da proteção animal ao redor do mundo que assinaram a petição”, comenta Steve McIvor, CEO da World Animal Protection. “Estamos felizes em fazer parte dessa nova iniciativa e vamos continuar a orientar a empresa até que todas as vendas de ingressos para entretenimento cruel com a vida silvestre tenham fim e seus usuários saibam sobre o que acontece em cada atração. Quando as pessoas conhecerem as verdades sobre abusos com animais certamente irão optar por se afastar disso, porque amam os animais. ”

Embora o anúncio seja significativo, determinadas atrações ainda poderão ser reservadas via TripAdvisor ou pela sua marca associada, a Viator. A finalização do processo será concluída até 2017, depois de uma série de análises e avaliações que já estão sendo realizadas junto às atrações turísticas.

Mais de 100 empresas de viagens ao redor do mundo já concordaram em não oferecem mais visitas a locais com passeios de elefante e shows em qualquer um dos seus mercados. Entre elas estão marcas populares de todo o mundo, como Contiki, Kuoni Travel UK, Intrepid e TUI.

Notas aos editores:

  • Uma investigação sobre o turismo da vida silvestre realizado pela Unidade de Pesquisa e Conservação da Vida Silvestre da Universidade de Oxford (WildCRU) incluiu a análise da TripAdvisor para compreender melhor os níveis de conscientização de turistas que visitam estes locais com animais silvestres. Dos 50 mil comentários avaliados, 80% trazia comentários positivos sobre locais com baixos níveis de bem-estar animal.
  • Estima-se que todos os anos aproximadamente 110 milhões de pessoas visitem atrações turísticas cruéis com animais silvestres, sem saber sobre os abusos envolvidos.
  • A World Animal Protection está construindo um movimento global para inserir a proteção da vida silvestre na agenda global e reduzir a demanda para atrações turísticas com animais silvestres.

animal

<DanielleBambace@worldanimalprotection.org.br>

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.