Últimas

Se arrependeu de ter feito sua tatuagem? Saiba o que pode ser feito!

Segundo pesquisa, mais de 50% dos tatuados se arrependem de terem se submetido ao procedimento.

 

Para fazer uma tatuagem você gasta tempo e dinheiro. Além de claro, sofrer um bocado. E apesar de ninguém se submeter a dores intensas na pele para logo depois perceber que o desenho ou a escrita já não fazem mais sentido, o índice de pessoas arrependidas é maior do que se imagina. De acordo com um estudo da revista médica inglesa Lancet, cerca de 50% dos tatuados se arrependem de passarem pelo procedimento.

Apagar tatuagens mal feitas, borradas e que não fazem mais sentido é o sonho de qualquer tatuado arrependido. E graças aos tecnológicos tratamentos a laser, isto se tornou possível. De acordo com a fisioterapeuta especialista em laser Caroline Scoz, a remoção da tatuagem pode ser iniciada depois de 30 ou 60 dias após ter sido feita. Porém, ela explica que a pele precisa estar totalmente cicatrizada para o procedimento ser iniciado.

Além disso, Caroline afirma que o resultado da remoção pode ser totalmente satisfatório dependendo da tinta que foi usada e da forma como foi aplicada. “Hoje usamos um laser ND Yag Q-Switched, que trabalha em nanosegundos justamente para atrair o pigmento e estoura-lo, assim o organismo consegue fazer a fagocitose do mesmo”, orienta a especialista.

Caroline ainda explica que a média de sessões para a remoção pode variar de oito a 12. Dependendo do paciente, alguns podem ter o resultado mais rápido e outros podem ter um resultado ainda mais lento, ultrapassando as 12 sessões.  O caso do empresário Alberto Junior é um exemplo de sorte e resultado rápido, já que em apenas duas sessões sua tatuagem no pulso está quase desaparecendo. “Eu fiz essa tatuagem na minha adolescência, tinha 15/16 anos e a minha postura era outra. Hoje não me sinto confortável com esta tatuagem e resolvi fazer a remoção. Estou contente com meu resultado em apenas duas sessões”, expõe o Alberto.

 

Tratamento

Caroline Scoz informa que o paciente que quiser se submeter a remoção de tatuagem fazendo o procedimento a laser não pode tomar sol 30 dias antes das sessões e 30 dias após, pois isto prejudica o tratamento. Entretanto, as sessões não precisam ser, necessariamente, todo mês, mas sim de acordo com a disponibilidade de cada paciente e também de como a pele dele vai reagir ao procedimento. “O paciente pode iniciar um tratamento de remoção de tatuagem em dezembro, se ele quer ir a irá praia, podemos interromper o tratamento um mês antes, podendo assim viajar sem problemas. Porém, é preciso cuidar sempre com o protetor solar, pois é uma região que está muito sensível por causa do laser”, orienta a fisioterapeuta.

 

Sobre Caroline Scoz

Fisioterapeuta, Caroline Scoz possui formação também em Dermato-Funcional pela Belle Bonelli, além de ter cursado Cosmeatria e Laser na London South Bank University. Especialista em laser, Caroline é mestre em Física e atua na área de laser há mais de 12 anos. Membro da Sociedade Americana de Laser, é responsável técnica da empresa Sul Laser, a maior empresa de locação de máquinas da área estética do sul do país. Além disso, é considerada uma das maiores referências em treinamento e habilitação do manuseio de máquinas do Brasil. (comunicacaoactiva@gmail.com)

1 Comentário em Se arrependeu de ter feito sua tatuagem? Saiba o que pode ser feito!

  1. Cláudio Nélio // 22/01/2017 em 8:41 PM // Responder

    Boa noite!

    Ótimo artigo!

    Li num site que há um aparelho recente no mercado que trabalha em picosegundos (100x mais rápido que este), que causa menos dor e reduz o número de sessões.

    ????

Escreva um comentário

Seu e-mail não será divulgado


*