Quando a glicose está baixa

De um momento para outro começam a surgir sintomas como tontura, tremor, sudorese, frio, sensação de desmaio e náuseas. Uma sensação terrível de mal estar, muitas vezes confundidos com a queda da pressão arterial, mas pelo contrário. Trata-se de uma crise de hipoglicemia.

Como o próprio nome já diz, quando o nível de açúcar no sangue cai, a ponto de não ser mais suficiente para fornecer energia para o organismo, ocorre uma crise hipoglicêmica.

Qualquer pessoa pode tê-la. A crise pode ocorrer em pessoas que ficam longas horas em jejum, por alimentação inadequada, esforço físico em excesso, consumo exagerado de bebida alcoólica, e é muito comum em pacientes diabéticos, por conta de doses elevadas de insulina.Normalmente o paciente se sente mal a ponto de precisar se sentar ou descansar”, comenta a médica endocrinologista do Hospital Nossa Senhora das Graças (HNSG), Dra. Andressa Leitão.

Segundo a especialista é importante que, principalmente o paciente diabético, reconheça rapidamente os seus sintomas, para não agravar mais o quadro. “Mas não são todos que percebem que é a glicose está caindo”, diz a médica.

Como ajudar alguém com hipoglicemia

Para casos leves de hipoglicemia, que o paciente consegue tratar em casa e contornar a situação, a simples ingestão de um alimento com açúcar resolve a crise. O indicado é 15 gramas de carboidrato, nutriente que quando digerido no estômago é transformado em glicose.

Alguns alimentos podem ser oferecidos no momento de uma crise – como três bolachas de água e sal,meio pão francês, uma banana prata, uma maçã pequena, quatro bolachas de maisena, 150 ml de refrigerante normal, quatro balas, entre outros. O paciente deve comer um desses alimentos e aguardar 15 minutos”, orienta a médica.

A endocrinologista explica: “A hipoglicemia aparece quando a glicemia está abaixo de 70 mg no sangue. A ingestão de 15 gramas de carboidrato aumenta 50 mg na glicose, isso quer dizer que a gente já consegue passar de 100 e com isso o paciente melhora dos sintomas”, diz. Em casos em que não há melhora com a alimentação, o tratamento deve ser diferenciado.

A hipoglicemia pode ser identificada através de um aparelho que mede a glicemia no sangue e é uma das complicações mais graves da diabetes que se não for devidamente tratada pode causar danos como crises convulsivas e coma, que podem inclusive levar à morte.

imprensa@hnsg.org.br

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.