7 coisas que você precisa saber sobre o câncer renal

Apesar de ser extremamente grave, o câncer renal ainda é pouco conhecido tanto no Brasil quanto no mundo. Essa falta de conhecimento contribui para que a doença seja diagnosticada em estágios muito avançados: aproximadamente 30% dos casos* deste tipo de câncer são identificados já em fase de metástase, quando o tumor se espalha para outras partes do corpo.

Atualmente, o câncer renal é um dos tipos de câncer mais comuns entre homens e mulheres, mas algumas mudanças de hábito podem contribuir para prevenir a doença cuja prevalência é maior em pessoas a partir dos 64 anos**, sendo que os homens estão mais suscetíveis a desenvolver a doença do que as mulheres.

Conheça mais sobre essa doença e fique atento aos principais sintomas:

  1. Top 10 – O câncer renal é um dos 10 tipos mais comuns*** de câncer em homens e mulheres, sendo que os homens têm um risco maior de desenvolver a doença.
  1. Fatores de risco – Os fatores de risco para a doença estão relacionados a hábitos de vida como o consumo de cigarros, hipertensão arterial e a obesidade. Pacientes com insuficiência renal crônica e que fazem hemodiálise têm mais probabilidade de desenvolver a doença.
  1. Números – Cerca de 6.255**** pessoas foram diagnosticadas com câncer de rim no Brasil, em 2012, segundo a Organização Mundial da Saúde, em dados publicados pelo Globocan, projeto que coleta, organiza e divulga dados sobre os tipos comuns de câncer.
  1. Causas – A causa do câncer de rim não está confirmada. O que se sabe é que a doença tem início quando as células renais sofrem mutações em seu DNA e passam a se desenvolver descontroladamente. Quando acumuladas no órgão, podem se unir e formar o tumor. Se não descoberto precocemente, essas células podem ocasionar tumores em outros órgãos, a metástase.
  1. Chance de cura – O câncer renal pode ser classificado em quatro estágios, quanto mais precoce o diagnóstico, maior é a possibilidade de tratar e curar o paciente.
  1. Diagnóstico – Na grande maioria das vezes, o câncer de rim é diagnosticado incidentalmente em exames de imagem (ultrassonografia, ressonância, entre outros). Embora os sintomas sejam menos frequentes, 30% dos pacientes podem apresentar sangramento na urina, dores lombares, hipertensão arterial e emagrecimento.
  1. Tratamento – O tratamento mais comum é a remoção total do órgão, nefrectomia radical, ou a remoção dos tumores (nefrectomia parcial). A quimioterapia e a radioterapia são pouco empregadas no tratamento do câncer renal. Recentemente, a Anvisa aprovou o primeiro imunoterápico com indicação para tratamento de câncer renal avançado ou metastático previamente tratado o que trouxe grandes avanços à saúde dos pacientes.

* https://seer.cancer.gov/statfacts/html/kidrp.html

** https://www.cancer.org/cancer/kidney-cancer/about/key-statistics.html

*** https://www.cancer.org/cancer/kidney-cancer/about/key-statistics.html

**** http://gco.iarc.fr/today/online-analysis-multi-bars?mode=cancer&mode_population=continents&population=76&sex=0&cancer=29&type=0&statistic=0&prevalence=0&color_palette=default

<catarina.marrao@ogilvy.com>

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.