Campanha do Pão Perfeito agita padarias em Curitiba

Os apaixonados por aquele pão francês quentinho, crocante e macio já podem comemorar. Com presença do chef Luiz Farias e representantes das vinte padarias participantes, o SIPCEP e a farinha Suprema, da Bunge Brasil, lançaram na última quarta feira, a campanha do Pão Perfeito em Curitiba. O evento aconteceu na unidade do Centro Europeu, no Batel, parceiro e apoiador do processo. O calendário da campanha inicia dia 02 de maio/17 e será concluído em no mês de julho, com a premiação das empresas vencedoras. Neste período, a campanha passa por várias etapas técnicas coordenadas pela Academia Bunge que, ao final, concederá o certificado “Aqui tem o Pão Perfeito” para três das padarias competidoras e seus respectivos padeiros.

O presidente do SIPCEP, Vilson Felipe Borgmann, abriu o evento, destacando que “o pão francês é o produto que mais vendemos nas padarias, está no topo das vendas e por isso merece uma atenção especial” – disse. “Alcançamos uma qualidade maior com a ABNT que padronizou normas para fabricação para o pão francês. Vejo a campanha como uma oportunidade para divulgar e igualar esse conhecimento. Portanto, não se apeguem à campanha mas a qualidade do pão que estão entregando ao seu cliente” – ressaltou o presidente.

Detentor do título de melhor chef pâtisserie do mundo, pela Internacional Union of Bakers and Confectioners (UIBC), o Chef da Academia Bunge e gerente nacional de serviço de atendimento ao cliente da Bunge, Luiz Farias, deu sequência ao evento de lançamento da campanha. Ele ministrou uma palestra aos panificadores presentes, na qual mostrou as tendências em panificação e confeitaria ao redor do mundo. De acordo com Farias, a tendência geral para o pão é a volta ao fabrico artesanal, com pães de fermentação longa e mais saudáveis.

“A Bunge Brasil atua no mercado de trigo há mais de um século. Participar desse concurso é uma forma de retribuir o carinho dos profissionais que fazem a seleção rigorosa dos ingredientes e produzem os seus pães com a nossa marca. Estar presente nessa campanha, apoiando e oferecendo capacitação técnica através da Academia Bunge, nos enche de orgulho” – recomendou o Chef, que indicou o pão francês como o “pão brasileiro”. Luiz Farias fez um balanço da evolução da padaria e confeitaria no Brasil e deixou como recomendação geral à inovação. “Não tenham medo de criar em cima daquilo que já existe. Precisamos ser criativos e agregar valor aos produtos” – incentivou.

 

CAMPANHA – O evento seguiu com apresentação, por funcionários da Bunge, do cronograma da campanha Pão Perfeito. A primeira ação será a visita de técnicos da Academia Bunge às vinte padarias participantes. A segunda fase acontece ainda em maio, momento em que os estabelecimentos receberão uma visita de técnicos para explicação e degustação dos pães.

Após esse primeiro encontro as padarias serão convidadas para uma capacitação na segunda quinzena do mês, oferecida pela farinha Suprema, da Bunge Brasil, que abordará a técnica dos padeiros, os passos imprescindíveis e os ingredientes para ter o pão tecnicamente perfeito, sendo as principais características: avaliação de volume, miolo uniforme, casca dourada, pestana, crocância e sabor.

A seleção dos pães acontece na terceira fase. Durante o mês de junho, quando todos os padeiros participantes já tiverem recebido o mesmo treinamento, os jurados do concurso farão visitas surpresas às padarias para provar e avaliar os pães. O resultado da campanha será anunciado no começo de julho, com um evento para as padarias participantes e premiação das vencedoras e seus respectivos padeiros.

Sobre a Bunge 

No Brasil há 112 anos, a empresa é a maior exportadora do agronegócio e uma das principais no setor de alimentos e ingredientes. Eleita a empresa sustentável do ano de 2015 pelo Guia Exame de Sustentabilidade e reconhecida pela revista Você S/A como uma das 150 melhores empresas para se trabalhar, a Bunge compra e processa grãos, como soja, trigo e milho; produz alimentos, como óleos, margarinas, maioneses, farinhas de trigo, molhos e atomatados, comercializa azeites; presta serviços portuários; produz açúcar, etanol e bioenergia. São mais de 100 instalações no Brasil, entre fábricas, usinas, moinhos, portos, centros de distribuição e silos, em 17 estados e no Distrito Federal.  <flavia.bartolassi@comuniquese2.com.br>

http://www.bunge.com.br/imprensa/Noticia.aspx?id=1045

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.