CIDADES HISTÓRICAS DO PARANÁ Gastronomia é forte atrativo

Cidades históricas  há bem  menos de 100 quilômetros de Curitiba demonstram que essa  pequena  distância pode fazer enorme diferença na arquitetura e na culinária e na diversidade cultural. Diferentes em suas características, mas profundamente ligadas pela história:   Lapa, Morretes e Antonina, no Paraná, são destinos que podem ( e devem)  ser conhecidos em uma mesma viagem, oferecendo aos visitantes  uma pluralidade  de  atrações naturais, históricas e culturais, que surpreendem pelas belezas e peculiaridades.

ANTONINA:
Tendo como pólo receptivo e difusor a capital , apontada entre os principais destinos turísticos do Brasil, o agradável roteiro pelas cidades históricas paranaenses , pode ser realizado em três dias, mas conforme a disponibilidade pode render até cinco dias de feliz estada na região que vai do litoral ao segundo planalto em 142 quilômetros, tendo justamente Curitiba ( primeiro planalto)  no meio do caminho. 
ANTONINA:
Entre a montanha e o mar a graciosa Antonina, guarda em suas ruas histórias de tempos de pujança econômica, em que o porto D. Pedro II, era um grande portão de entrada e saída de mercadorias , bem como a empresa Matarazzo que tinha na cidade “capelista” uma das principais sedes do conglomerado. Lembrada pelo carnaval e pela Festa da Padroeira Nossa Senhora do Pilar  tem varias opções de turismo que envolvem natureza, esportes náuticos, aventura e gastronomia.
MORRETES: 
Como ponto de chegada da belíssima viagem férrea que parte da capital pela centenária ferrovia, Morretes, tem no rio Nhundiaquara, um de seus atrativos de peso , onde é realizado  a descida de boia :  “boia cross”, que atrai centenas de praticantes, principalmente nos finais de semana. bem preservada e com uma rede de excelentes restaurantes, a cidade possui um bem montado sistema de vendas de artesanato que vão  de trabalhos manuais em diversos materiais até  as famosas cachaças  compotas e outras delícias. A ligação direta com a estrada da graciosa, também é o ponto muito positivo da cidade.
LAPA:
Nascida no antigo caminho das tropas ( Viamão/Sorocaba) no inicio dos anos 1700: a Lapa,  guarda as marcas de sua importância histórica. A cidade que viveu seus dias de glória, quando seu centenário theatro São João ( 1876) , recebia companhias dramáticas  europeias e  em 1880 foi visitado pelo imperador D. Pedro II,  também viveu dias de luta, na revolução federalista ( 1893/94), no episódio conhecido como “Cerco da Lapa”. Hoje visitar a cidade é rememorar cada fato em um dos centros históricos mais bem preservados do país. A culinária tropeiro-lapeana, também atrai a atenção dos visitantes, com destaque a  “coxinha de farofa”, iguaria criada na cidade, que faz parte do tradicional “café com mistura”. A preservação da natureza do Parque do Monge e da Mata do Urú ( RPPN)  e as atrações culturais, completam o cenário de um agradável passeio.
Por essas e outras, que os três municípios, através de seus gestores de turismo, estão propondo esse roteiro integrado, que tem todos os elementos para se tornar um dos mais importantes produtos turísticos do Sul do Brasil.
Maiores informações: fone/whatsapp: 41 99986-1011

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.