Complexo HC promove II fórum de Segurança dos Pacientes

O tema do evento foi os avanços e desafios alcançados na área

Nos dias 03 e 04 de abril, o Complexo Hospital de Clínicas (HC e Maternidade Victor Ferreira do Amaral), vinculado à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), efetuou a 2ª edição do Fórum de Segurança do Paciente. A organização é uma parceria entre o Setor de Vigilância e Segurança do Paciente (Sevisp), a Comissão de Educação Permanente em Enfermagem (CEPEn) e as unidades de Desenvolvimento de Pessoas (UDP) e de Comunicação (Unicom) da Instituição.

A socialização de informações, o compartilhamento de experiências e a reflexão voltada à adesão e às boas práticas pela equipe multiprofissional foram os principais objetivos do evento. Em todas as discussões, os avanços e desafios na segurança do paciente estiveram em pauta.

Claudete Reggiani, superintendente do CHC, falou sobre a importância dessa conscientização que todos os profissionais devem ter: “a segurança evita danos aos pacientes e a proatividade previne os riscos de incidentes. Todos que aqui estão têm esse desafio em mente. A adesão foi muito rápida, pois a preocupação com o local de trabalho é geral”, comentou.

 

Troca de conhecimento

A abertura foi marcada por um debate entre os representantes dos conselhos regionais de Enfermagem, Farmácia e Medicina e profissionais da saúde do Complexo sobre a prescrição de medicamentos e as dificuldades cotidianas em relação a isso, além da responsabilidade dos profissionais diante desta prática.

No segundo dia, as atividades giraram em torno dos desafios da prática assistencial, com abordagem de temas já descritos no Plano Diretor Estratégico (PDE) institucional.

Denise Munhoz da Rocha, enfermeira-chefe do Sevisp, destacou a importância da comunicação e salientou que este assunto envolve reflexão profunda sobre as diferentes realidades institucionais. “Os protocolos para a diversidade de situações que se impõem ao dia a dia são necessários quando a comunicação não é efetiva, o que tem potencial de tornar-se raiz de muitos problemas”, ressaltou.

As apresentações referiram-se à prevenção de infecção de corrente sanguínea associada a cateter venoso central, um fato adverso de grande impacto nas instituições, pois representa dano ao paciente bem como custo financeiro para tratamento da infecção.

Por último, foi abordado o transporte intra-hospitalar de paciente crítico adulto e neonatal, atividade por vezes banalizada pelas equipes e que podem expor os pacientes a riscos desnecessários, comprometendo, inclusive, o prognóstico dele.

 

Oficinas

Durante os dias do II Fórum foram promovidas, no período da tarde, seis oficinas educativas a respeito da segurança do paciente no ambiente hospitalar, as quais visaram provocar discussão e vivências sobre temas essenciais ao atendimento seguro e de qualidade.

 

Presenças especiais

Além da superintendente do CHC, Claudete Reggiani, os gerentes de Atenção à Saúde, José Luiz de Godoy, e de Ensino e Pesquisa, Rosires Pereira de Andrade prestigiaram o evento. Demais autoridades do Complexo HC também compuseram o público: do Hospital de Clínicas, estavam Lucia Helena Ribeiro, chefe da Divisão de Enfermagem, e Maria Aparecida Pachaly, chefe da Divisão Médica; da Maternidade Victor Ferreira do Amaral, estavam Lenira Gaede Senesi, chefe da Divisão Médica, e Marco Antônio de Araujo, chefe da Divisão de Enfermagem. A enfermeira Tatiana Brusamarelo, coordenadora do CEPEn, conduziu a cerimônia.

Estudantes, professores e outros funcionários do Hospital de Clínicas e da Maternidade Victor Ferreira do Amaral, assim como profissionais de outras instituições de saúde, também participaram do fórum. Para a enfermeira Denise, “ainda há grande necessidade de capacitações sobre o tema qualidade/segurança assistencial nas instituições de saúde, e o CHC-UFPR busca cumprir seu papel na formação de profissionais e alunos, do mesmo modo que no estímulo às trocas de experiências que impulsionam as inovações no cuidado”.

 

Palestras e oficinas educativas marcaram o 2º fórum de Segurança do Paciente. Vide cartazes abaixo:

 

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.