Culto Ecumênico de Páscoa reúne colaboradores e pacientes em torno da fé

O momento religioso é celebrado no HC desde sua fundação em 1961

“Deus, está aqui, aleluia. Tão certo como o ar que eu respiro. Tão certo como o amanhã que se levanta. Tão certo como eu te falo e podes me ouvir”. Com esse canto foi iniciado o Culto Ecumênico de Páscoa, na manhã desta quarta-feira, 12 de abril, no Hospital de Clínicas (HC) da UFPR.

Na Celebração, que foi conduzida pelo Serviço de Capelania do Hospital, também tiveram outras canções religiosas, tais como Alegria, Porque ele vive e Te agradeço. Todas elas entoadas pelo grupo de voluntários batistas e acompanhadas pelos presentes.

Estavam presentes, no momento religioso, além dos colaboradores do Hospital de Clínicas, pacientes e familiares.

“Nós profissionais temos uma questão muito especial. Nos dedicamos ao cuidado do outro. Um cuidado especial. No dia a dia, vemos tanto sofrimento e tantas angústias e acabamos nos acostumando. Não podemos perder a sensibilidade”, lembrou a superintendente do Complexo HC*, Claudete Reggiani.

O pastor Sérgio Sarter, da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB), ressaltou, sobretudo, o amor “para o bem daqueles que procuram o tratamento. Daqueles que se encontram fragilizados”. Os pastores da Igreja Batista fizeram as leituras leitura bíblicas.  Josiane Favoreto de Souza do profeta Isaías e do do Salmo 118; Jonathan Liebedieff, por sua vez, leu o evangelho 24 de Lucas.

“O lobo e o cordeiro se apascentarão juntos, e o leão comerá palha como o boi; e o pó será a comida da serpente. Não farão nem dano algum em todo o meu santo nome, diz o Senhor” (Isaías: 65).

“Os problemas frequentes nos deixa acostumados a ver sempre as mesmas coisas. Tudo também eram o mesmo na época de Jesus. Ele apresentou coisas novas.  Quando vieram para encontrar a morte, ela não estava lá, pois Jesus ressuscitou”, refletiu Jonathan.

“Este é o dia da vitória de Deus, o senhor.; que seja para nós um dia de felicidade e alegria” (Salmo 118)

“A imagem da cruz no centro do folder e do altar nos mostra a fé e o amor. A fé receba, leva para Deus e recebe os benefícios de Deus. O amor da, nos aproxima de Deus e nos agrega ao nosso semelhante”, ponderou Sérgio, que ainda citou Martin Lutero: “a fé e o amor perfazem a natureza da pessoa cristã”.

“Por que é que vocês estão procurando entre os mortos quem está vivo? Ele não está aqui, mas foi ressuscitado” (Lucas: 24).

O pastor Ericson Chagas, que acompanhou todas as canções, tocando seu sax soprano, disse que “precisamos do amor que nos dê sabedoria”.

A irmã Glacy Kruppeizaky, da igreja Católica, com os demais pastores, fez as benções pascoais a todos os presentes.

“Deus, que pela ressureição do seu Filho Único vos deu a graça da redenção e vos adotou como filhos e filhas, vos conceda a alegria de sua benção. Aquele que, por sua morte, vos deu a eterna liberdade, vos conceda, por sua graça, a herança eterna. E, vivendo, agora, retamente, possais no céu unir-vos a Deus para o qual, pela fé, já ressuscitastes no batismo. Abençoe-vos, Deus todo poderoso, Pai e Filho, mais o Espírito Santo, amém”

A Celebração Ecumênica de Páscoa, que teve a participação das crianças  do Centro de Educação Infantil Pipa Encantada, foi encerrada com os cumprimentos pascais e com a chegada do Coelho da Páscoa que distribui doces para os presentes e também visitou, nos andares, as crianças internadas.

Filantropia

A roupa do Coelho da Páscoa foi uma cortesia de Mari Queirolo. Ela foi vestida pelo voluntário Adriano Silvestre da França. Já os chocolates distribuídos foram doados pela associação Amigos do HC e os kits de páscoa com coelhos artesanais e bombons foram fornecidos pelo grupo Feltros Solidários Artesãos da Alegria.

Ebserh

*O Hospital de Clínicas e a Maternidade Victor Ferreira do Amaral são os hospitais universitários federais da UFPR que formam o Complexo HC e são considerados filiais da Ebserh no Paraná. A Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), estatal vinculada ao Ministério da Educação, administra atualmente 39 hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas. O órgão, criado em dezembro de 2011, também é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações nas 50 unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh.

 

Mais imagens no Flickr da Instituição: https://www.flickr.com/photos/chcufpr/albums/72157679332003153

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.