Feriado prolongado: cautela e paciência para encarar fluxo intenso das estradas

A concessionária Ecovia, responsável pela administração da BR-277 sentido Litoral prevê quase 90 mil veículos em ambos os sentidos da rodovia. Este movimento é sobre o feriado de Páscoa, que deve começar a ficar intenso já a partir da noite desta quinta-feira (13). Nesse período, a Ecovia prevê a passagem de 15 mil veículos, sentido Litoral, com pico entre 21 e 22 horas, com fluxo de 1,2 mil veículos.

Para a sexta-feira (14), mais 15 mil veículos devem descer a Serra do mar. Nesse dia, o pico deve ser atingido entre 11 e 12 horas, com 1,6 mil veículos por hora. No domingo (16), no retorno do feriado, mais de 22 mil veículos devem passar pela praça de pedágio no sentido Litoral-Curitiba. O maior tráfego deve ser registrado entre 18 e 19 horas, com pico de dois mil veículos.

Destacamos ainda que a Ecovia, desde dezembro do ano passado, vem aceitando, em caráter experimental, o pagamento da tarifa de pedágio através do cartão de débito, com a exceção da bandeira Elo. Isto vem com o objetivo de proporcionar, ao usuário, maior conforto, ao transitar pela malha rodoviária, sob administração da Ecovia. <Leandro.Cordeiro@ecovia.com.br>

Feriado prolongado: cautela e paciência para encarar fluxo intenso das estradas

 

Uma pausa no ritmo acelerado de trabalho é, para muitos, razão para comemorar. Melhor ainda é compartilhar esse momento de descanso ao lado da família e amigos ou transformá-lo em uma viagem para se desconectar da rotina. Porém, antes de desfrutar do sossego, é preciso encarar um percurso pelas rodovias. Aos que vão estar atrás do volante no feriado prolongado de Páscoa, que começa na Sexta-feira Santa (14), é preciso cautela e paciência para enfrentar o movimento intenso das estradas.

Durante os quatro dias da Operação Semana Santa de 2016, a Polícia Rodoviária Federal (PRF)estimou uma frota de 91.619.957 veículos em circulação. Embora o balanço do órgão tenha sido de 1.274 acidentes nas rodovias federais no período, o índice de óbitos e o de ocorrências graves foram reduzidos, respectivamente, em 18% e 44%, em comparação à mesma data de 2015. As ultrapassagens indevidas corresponderam a 20,6% das infrações registradas na operação da PRF, enquanto 100 condutores foram presos por dirigirem sob efeito alcoólico e 68,5 mil veículos foram autuados por trafegar acima da velocidade permitida.

Para o diretor da Perkons, empresa que atua na gestão de trânsito, Luiz Gustavo Campos, a prudência do motorista permanece como engrenagem crucial para diminuir esses episódios. Nesse sentido, conter os altos índices de acidentes também é repensar a associação errônea entre trânsito e velocidade. “É uma mudança de cultura que só é possível, sobretudo, com um forte trabalho de educação na formação de cidadãos mais conscientes, cuidadosos e respeitadores das leis do trânsito e da preservação da vida”, reforça. <beatriz@excom.com.br>

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.