Duratex desenvolve tecnologia inovadora de apontamentos digitais na área florestal

Tablets instalados nas máquinas e tratores do campo registram dados da colheita e silvicultura em tempo real

Com o objetivo de levar inovação às áreas florestais e aprimorar as operações em campo, a Duratex desenvolveu uma nova tecnologia que permite registrar digitalmente todas as informações da colheita e silvicultura. A unidade florestal de Agudos (SP) foi a primeira a receber cerca de 50 tablets, que estão instalados em máquinas e tratores e à disposição dos operadores.

A novidade possibilita registrar o início e término do turno de trabalho, quantidade de produção no período, números da colheita e quantos metros cúbicos foram colhidos. A tecnologia também foi aplicada na silvicultura, atividade ligada ao cultivo das árvores, em que é possível registrar digitalmente a quantidade de áreas das atividades executadas, o tipo de insumo aplicado e os rendimentos das operações.

“Com os apontamentos digitais, ganhamos mais velocidade nas informações obtidas em campo. Se juntarmos todas as áreas florestais da Duratex, são feitos mais de dois mil registros diários, um número muito alto para se fazer manualmente. A tecnologia demonstra o avanço que temos adquirido em nossos processos florestais e o aumento de produtividade que conquistamos em nossas operações”, ressalta Fernando Cagnoni, gerente de Controladoria e Processos Administrativos das unidades Florestais.

No passado, os apontamentos eram feitos em papel pelos operadores dos veículos e levados, no fim do expediente, à área administrativa da empresa. Na área florestal de Agudos, por exemplo, cerca de 200 apontamentos eram digitados manualmente, todos os dias, por um profissional que fazia os registros no sistema da empresa. Todo o procedimento demandava muito tempo, o que tornava o processo lento.

A Duratex é pioneira no desenvolvimento de apontamentos digitais e estudou, por mais de um ano, todas as necessidades de seus processos no campo para criar um projeto que atendesse às suas unidades florestais. A companhia está sendo procurada, inclusive, por outras empresas do ramo para uma pesquisa de benchmarking.

O novo sistema será implementado também em outras unidades da companhia, como: Botucatu, Lençóis Paulista e Itapetininga, localizadas no Estado de São Paulo, e Uberaba e Nova Monte Carmelo, em Minas Gerais.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.