Lideranças avaliam cenários para micro e pequenas empresas no oeste do Paraná

Depois de lançar o Comitê Territorial dos Pequenos Negócios do Oeste, no início de maio, líderes regionais realizaram a primeira reunião de alinhamento do grupo no último dia 6, em Cascavel. Coordenados pelo Sebrae/PR, o Comitê integra o Programa Oeste em Desenvolvimento (POD) e será responsável por levantar as demandas de melhoria e propor ações que alavanquem o ambiente de negócios para as micro e pequenas empresas da região.

De acordo com a consultora do Sebrae/PR, Elisangela Rosa, 33 pessoas participaram do primeiro encontro oficial do Comitê Territorial dos Pequenos Negócios. “Neste momento, o grupo precisa conhecer o cenário da região em relação ao ambiente de negócios para as micro e pequenas empresas. Na reunião, dividiram-se em subgrupos e falaram de potencialidades e gargalos dentro de temas essenciais ao desenvolvimento”, explica.

As grandes temáticas foram crédito, compras, inovação e tecnologia, associativismo, simplificação, desburocratização e educação empreendedora. “O Comitê tomou conhecimento das ações que já vêm sendo postas em prática na região dentro dessas linhas e, então, identificaram alguns gargalos que precisam ser minimizados. O próximo passo é definir planos de ação para cada uma das temáticas, elencando prioridades e buscando soluções”, destaca Elisangela.

Em relação ao acesso ao crédito, por exemplo, um dos problemas ainda é a falta de conhecimento do empresário ao buscar recurso e, por outro lado, pouca oferta no sistema financeira trazendo benefícios reais aos pequenos negócios. Em contrapartida, a Sociedade Garantidora de Crédito da região, a Garantioeste, foi apontada como cenário potencial para auxiliar as empresas de micro e pequeno porte a acessarem o crédito que se enquadra melhor em suas realidades econômicas.

Quanto à inovação, uma das potencialidades elencadas foi incentivar municípios para que criem suas políticas de inovação por meio de Leis Municipais. Já no quesito desburocratização e simplificação, os exemplos positivos das Salas do Empreendedor instaladas em 27 cidades da região tornam o cenário positivo aliado a implementação da RedeSim, um sistema que facilita a abertura e baixa de empresas, em 30 municípios do território.

Preparação

Antes da fase de análise do ambiente, ressalta a consultora do Sebrae/PR, as lideranças que integram o Comitê Territorial dos Pequenos Negócios do Oeste foram convidadas a refletir sobre o papel de líder e suas responsabilidades para o desenvolvimento do território. “Todos representam associações empresariais, conselhos, universidades dentre outros e têm refletido sobre as suas funções e desafios”, enfatiza Elisangela.

De março a outubro do ano passado, o grupo fez parte do Programa Conexão Liderança, composto de 80 horas de workshops voltados ao desenvolvimento regional por meio desses líderes. Neste ano, mesmo com foco na criação do Comitê dos Pequenos Negócios e início das ações práticas do projeto, não pararam de se capacitar, a exemplo do último treinamento sobre liderança que participaram nos dias 11 e 12 de maio, o workshop sobre o papel do líder com o palestrante Paulo Ferreira Vieira.

Lara Beatrice Biezus, Secretária de Indústria e Comércio de Palotina, é uma das lideranças que integram o Comitê. “Passamos por reflexões profundas de como enxergamos os grupos e a nossa responsabilidade em interferir no mecanismo e dinâmica desses grupos. O maior desafio é escutar e olhar para este território, para pessoas, e interferir de um modo positivo que promova a adesão e se crie um propósito comum para que a região possa avançar”, assinala.

Na avaliação da segunda vice-presidente da Coordenadoria das Associações Comerciais do Oeste do Paraná (Caciopar), Sueli Barbieri, o workshop trouxe uma nova noção do que é ser líder. “Nosso Oeste do Paraná vai ser reconhecido, ainda mais do que já é, como uma parte do Brasil onde as pessoas se uniram para fazer o diferente. Cada encontro nos fazer repensar, estudar, raciocinar de maneira diferente, entendo que ser líder é muito mais profundo do que acreditávamos ser”, observa.

Aprendizado

Consultor e professor, Paulo Ferreira Vieira é graduado em psicologia, especialista em Dinâmica Interpessoal e Liderança. Tem mais de 30 anos de experiência nas áreas de Gestão de Pessoas, Cultura, Gestão de Mudança, Gestão de Cultura, Valores, Liderança do Futuro, Liderança Transformadora, Desenvolvimento de Equipes e do Estilo Coaching de Administrar.

“No workshop, o foco foi trabalhar a liderança num processo de desenvolvimento. Tendo como finalidade a formação de um grupo sólido que vai pensar o desenvolvimento do território. Foram repassados ensinamentos de como se forma um grupo, como surge o líder, além de fatores que fazem um grupo forte e em relação a deixar um legado enquanto líder”, lembra Elisangela, do Sebrae/PR.

Renato Tratch, diretor do Campus Toledo da PUCPR, estima que o aprendizado tenha influenciado a forma de se trabalhar no Comitê. “Repensamos como agir, tanto nas instituições a que pertencemos quanto na própria questão de desenvolvimento regional. Ser líder é ter um olhar diferenciado, é ouvir de maneira atenta para poder entender as reais demandas do Oeste do Paraná”, conceitua.

As próximas agendas do Comitê dos Pequenos Negócios serão individuais, dos seis grupos de trabalho, e encontros da Governança do Comitê a cada 45 dias. Esta será formada por um integrante de cada grupo temático. Também está na programação do Comitê o II Encontro da MPE do PR, que vai acontecer nos dias 30 e 31 de agosto em Curitiba, com foco na melhoria do ambiente de negócios no Estado.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.