Os desafios da cardiologia foram debatidos no Congresso Paranaense de Cardiologia

Crédito: Augusto de Lavigne

Evento contou com palestras internacionais, miniconferências, mesas-redondas, cursos e uma exposição de trabalhos científicos

Curitiba sediou na sexta (28) e no sábado (29), o 44º Congresso Paranaense de Cardiologia. O evento discutiu práticas do dia a dia do consultório e formas de combater os avanços das doenças cardiovasculares – as que mais matam no mundo. Só no Brasil, até o fim de julho, segundo números da Sociedade Brasileira de Cardiologia, mais de 200 mil pessoas já morreram desse problema (o dispositivo da SBC pode ser acessado pelo: www.cardiometro.com.br).

O Congresso contou com cerca de 650 médicos e estudantes de Cardiologia, 11 simpósios, três miniconferências, dois minicursos, 19 sessões de discussão e mesas-redondas – das quais quatro foram palestras internacionais, além de uma exposição de trabalhos científicos, que foram premiados no final do evento.

“Conseguimos abordar os principais temas relevantes da Cardiologia e isso proporcionou um debate de alto nível. O congresso foi muito bom; tivemos salas lotadas e participação efetiva dos congressistas”, definiu o presidente do Congresso, o diretor Silvio Henrique Barberato.

A grande novidade deste ano foi o local do congresso: pela primeira vez, o evento foi realizado no Four Points Sheraton, região central de Curitiba. “A mudança foi muito bem avaliada pelos participantes. O espaço foi mais adequado ao tamanho do novo congresso, mais aconchegante e mais próximo do centro da cidade”, ressalta o presidente da Sociedade Paranaense de Cardiologia, Dr. Gerson Bredt Jr.

Premiados

No último dia do congresso, a Diretoria da SPC premiou os trabalhos científicos apresentados durante o evento.

No tema premiação de pôsteres comentados, os trabalhos premiados foram:

1º lugar: Reoperações em válvulas mitrais – Quais os fatores de risco?
Autores: Daniel Almeida, Filipe Almeida, Rui Manuel De Sousa Antunes Almeida
Instituição: Centro Universitário Fundação Assis Gurgacz

2º lugar: Análise da mortalidade do registro BREATHE em um ano: resultados paradoxais?
Autores: Henrique Mostiack Guimaraes, Luka David Lechinewski, Lidia Ana Zytynski Moura, Cristina Pellegrino Baena, Hélio Penna Guimarães, Dirceu Rodrigues Almeida, Ricardo Mourilhe Rocha, Joao David De Souza Neto, Fernando Bacal, Luis Eduardo Rohde, Otavio Berwanger, Alan Homero Dos Santos
Instituições: Irmandade Santa Casa de Misericórdia de Curitiba (PR) e Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PR)

3º lugar: Como identificar cardiotoxicidade miocárdica consequente ao uso de quimioterápicos através da ressonância cardíaca
Autores: Andrea Maria Giovannini Bercht, Antonio Fernando Lins Paiva, Giovanna Lemos Abdalla, Thalita Da Silva Canevari, Thamara Carvalho Morais, Priscilla Gianotto, Ivanhoe Stuart Lima Leite, Rosse Carneiro Osorio, Carlos Eduardo Rochitte, Luiz Francisco Rodrigues De Ávila, Walther Ishikawa, Cesar Nomura
Instituição: Incor (SP)

Os premiados nos temas livres orais foram:

1º lugar: Aloenxertos decelularizados para a reconstrução do trato de saída do ventrículo direito em crianças – resultados em 10 anos
Autores: Francisco Diniz Affonso Da Costa, Jonathan R. G. Etnel, Renato Pedro De Almeida Torres, Eduardo Mendel Balbi Filho, Rafael De Almeida Torres, Allysson Klosowski Calixto, Leonardo Andrade Mulinari
Instituição: Hospital Infantil Pequeno Príncipe (PR)

2º lugar: Estudo das inter-relações entre insuficiência mitral e TAVI: do pré-procedimento à evolução tardia dos pacientes tratados
Autores: Luciana Cunha, Enio Eduardo Guérios, Luiz Antonio Ferreira Carvalho, Pedro Alves Lemos Neto, Rogério Sarmento-Leite, Alexandre Antonio Cunha Abizaid, Jose Armando Mangione, Adriano Dias Dourado Oliveira, Fabio Sandoli de Brito Junior, Alexandre Siciliano Colafranceschi, Vinícius Borges Cardozo Esteves
Instituição: Hospital de Clínicas da UFPR (PR), Hospital Pilar (PR); Hospital Israelita Albert Einstein (SP).

3º lugar: Perfusão miocárdica quantitativa e medidas de gated de VE de 82RbPet/CT acessados de diferentes softwares comerciais
Autores: Joaquim Barreto F A Oliveira, Yew Min Sen, Kshama Wechalekar
Instituição: Royal Brompton Hospital, Nuclear Medicine (Reino Unido).