Múltiplo Leminski em Maringá supera expectativas

Exposição sobre a obra e vida de Paulo Leminski ultrapassou a marca de 12 mil visitantes, entre eles de 17 Estados e 14 países 

A exposição Múltiplo Leminski registrou a visitação de mais de 12 mil pessoas durante os quase 4 meses de estada em Maringá, no Norte do Paraná.  “O resultado é praticamente o dobro do que esperávamos inicialmente”, conta a curadora Aurea Leminski. “Fico muito feliz em auxiliar no fomento e resgate dessa arte genuinamente paranaense”, afirma.  

A mostra tem sido realizada desde 2012 de forma itinerante pelas capitais brasileiras, mas há um ano estava parada, até que neste ano teve aprovado um projeto pelo Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura (PROFICE), da Secretaria de Estado da Cultura, do Governo do Paraná, e apoio da Copel, Lowçucar e Secretaria de Estado de Cultura de Maringá e do Instituto Cultural Ingá. 

“A obra de Leminski é atemporal e continua conversando com os diversos públicos e a cada edição vamos redescobrindo e re-significando certos aspectos”, comenta a curadora. A Múltiplo Leminski reúne aspectos culturais da multifacetada mente efervescente de Paulo Leminski de maneira visual e poética, utilizando-se de mais de mil objetos pessoais que vão desde manuscritos em guardanapos, quadros, a coleção de dicionários, entre outras curiosidades que recompõem sua atmosfera cultural. 

Relevância cultural

Segundo a organização do evento foram registrados em Maringá, visitantes provenientes de 17 Estados brasileiros e de 14 diferentes países. “Tivemos a visita de, pelo menos, umas 200 escolas públicas de Maringá e municípios da região, de grupos de terceira idade além de muitas pessoas que aproveitaram a oportunidade para ter um passeio diferente”, destaca Aurea.

A curadora destaca que ainda há muitas capitais e, cidades no Paraná, que têm capacidade para a realização da mostra e que ainda não a receberam. “O sonho do todo produtor cultural é ter uma agenda cheia, então esperamos poder levar a exposição para novos locais”, comenta. 

Eventos

A exposição em Maringá contou com uma série de eventos paralelos, como, por exemplo, visitas guiadas, palestras e o show Leminskanções, que ainda abriu o Mês da Literatura no Paraná