Novo estudo confirma que a empagliflozina reduz o risco de mortes cardiovasculares em pacientes com diabetes tipo 2

Nova análise post-hoc do estudo EMPA-REG OUTCOME® demonstrou que Jardiance® (empagliflozina) reduziu o risco de morte cardiovascular em pacientes com diabetes tipo 2 e antecedentes de doenças cardiovasculares, independentemente do controle do nível de açúcar no sangue, analisado no início do estudo1. Uma redução em mortes cardiovasculares também foi comprovada quando a empagliflozina foi administrada concomitante a medicamentos de primeira e segunda linha no tratamento de diabetes, como a metformina e a sulfonilureia2-3. Estes resultados foram apresentados durante o 53º Encontro Anual da Associação Europeia para o Estudo do Diabetes (EASD) em Lisboa, Portugal.

“Agora que temos uma nova opção para reduzir as mortes cardiovasculares em pessoas com diabetes tipo 2, estamos trabalhando para entender melhor se há diferenças em como os pacientes podem se beneficiar, ” disse o Prof. Silvio Inzcchi, Seção de Endocrinologia, da Faculdade de Medicina de Yale, New Haven, EUA. “Estas novas análises do estudo EMPA-REG OUTCOME® mostraram que a empagliflozina foi efetiva na redução dos riscos de morte cardiovascular em pacientes com diabetes tipo 2 e antecedentes de doenças cardiovasculares, independentemente dos níveis de açúcar no sangue, analisados no início dos estudos, ou quando a empagliflozina foi administrada concomitantemente aos tratamentos orais comuns para diabetes tipo 2 ”, complementa o especialista.

Em todos os quatro grupos analisados no início do estudo (HbA1c níveis de <7.0%, 7.0% to <8.0%, 8.0% to <9.0% and³9.0%), pacientes que tomaram empagliflozina demonstraram uma redução no risco de morte cardiovascular em comparação aos pacientes que receberam o placebo, ambos associados ao tratamento padrão. Esse resultado foi consistente com a redução de demonstrada, de maneira geral, em todos os grupos de participantes e independentemente se os níveis de açúcar no sangue melhoraram após a introdução do tratamento em estudo (medido pela diminuição em níveis de HbA1c de ≥ 0.5% na 12ª semana).1

Análises post-hoc adicionais mostraram que quando a empagliflozina foi administrada em conjunto com a metformina ou sulfonilureia, a redução de morte cardiovascular comparada ao placebo, ambos associados ao tratamento padrão, foi consistente na população do estudo em geral. Essas análises mostraram que a proporção de pacientes com eventos adversos de hipoglicemia foram similares entre o grupo de placebo e o grupo que fez uso de empagliflozina, ambos associados ao tratamento padrão, no estudo EMPA-REG OUTCOME2,3.

O resultado do estudo EMPA-REG OUTCOMEâ com 7.020 pacientes, publicado em 2015 no Jornal de Medicina de New England, mostrou que a empagliflozina reduziu o risco de mortes cardiovasculares em até 38% em pacientes com diabetes tipo 2 e antecedentes de doenças cardiovasculares quando comparado com o placebo. O perfil de segurança da empagliflozina foi consistente com estudos clínicos anteriores e está de acordo com informações mais recentes listadas em bula4,5.

“As doenças cardiovasculares são a principal causa de morte em pessoas com diabetes tipo 2 e, por isso, representam um grande obstáculo no tratamento do diabetes, ” afirma Dr. David Kendall, Distinguished Medical Fellow, Lilly Diabetes. “Os resultados apresentados no EASD mostraram mais evidências dos benefícios que a empagliflozina pode ter para pacientes com diferentes históricos do controle de açúcar no sangue”, ressalta Kendall.

A aliança Boehringer Ingelheim e Eli Lilly representa uma mudança de paradigma no tratamento do diabetes tipo 2. Em 2015, nós ficamos maravilhados com os resultados do estudo EMPA-REG OUTCOME® e os dados apresentados hoje, reforçam esses resultados.

Sobre a empagliflozina

Comercializado sob o nome de Jardiance, a empagliflozina é um inibidor de SGLT-2, uma proteína transportadora que atua na reabsorção de glicose filtrada pelo rim. Ao inibir a ação desta proteína, a empagliflozina remove o excesso de açúcar que seria reabsorvido pelo rim, permitindo a eliminação de cerca de 78 gramas de glicose, equivalente a 312 calorias eliminadas diariamente[i][ii]. Como benefícios adicionais, a empagliflozina reduz peso e circunferência abdominal, além de reduzir pressão arterial6,7. E, conforme demonstrado no estudo EMPA-REG OUTCOME, a empagliflozina reduz em 38% o risco relativo de morte cardiovascular, que é a principal causa de morte nos pacientes com diabetes tipo 24.

Para mais informações, acessewww.boehringer-ingelheim.com.br ou www.lilly.com.br

 Para mais informações, visite www.boehringer-ingelheim.com.br e www.facebook.com/BoehringerIngelheimBrasil.

 

Sobre a Eli Lilly and Company

A Lilly é uma organização global líder na área da saúde que une cuidado e descoberta para melhorar a vida para as pessoas ao redor do mundo. Foi fundada há mais de um século por um homem compromissado com a criação de medicamentos de alta qualidade que são essenciais e hoje permanece sendo guiada por essa missão em tudo o que faz. Ao redor do mundo, funcionários Lilly trabalham para inovar e entregar medicamentos que mudem a vida daqueles que precisam, melhorando o entendimento e o tratamento de doenças, e servindo a comunidades com voluntariado e filantropia. Para saber mais sobre a Lilly, acesse www.lilly.com.br.

 

REFERÊNCIAS

  1. Inzucchi SE, et al. Does baseline HbA1c or change in HbA1c predict the reduction in cardiovascular (CV) death with empagliflozin? Results from EMPA-REG OUTCOME. Poster No. [916] at 53rd Annual Meeting of the European Association for the Study of Diabetes. Sept 11-15, Lisbon, Portugal.
  2. George JT, et al. EMPA-REG OUTCOME: Consistent reduction in risk of cardiovascular (CV) outcomes and mortality with empagliflozin (EMPA) irrespective of sulphonylurea (SU) use at baseline. Poster No. [917] at the 53rd Annual Meeting of the European Association for the Study of Diabetes. Sept 11-15, Lisbon, Portugal.
  3. Hüttner S, et al. EMPA-REG OUTCOME: Empagliflozin (EMPA) reduced the risk of cardiovascular (CV) outcomes and mortality irrespective of metformin (MET) use at baseline. Poster No. [919] at the 53rd Annual Meeting of the European Association for the Study of Diabetes. Sept 11-15, Lisbon, Portugal.
  4. Zinman B., et al. Empagliflozin, Cardiovascular Outcomes, and Mortality in Type 2 Diabetes. N Engl J Med; 2015 10.1056.
  5. European Summary of Product Characteristics Jardiance®, approved January 19, 2017. Data on file. Available at:https://ec.europa.eu/health/documents/community-register/html/h930.htm. Last accessed September 2017.
  6. Heise T, Seewaldt-Becker E, Macha S, Hantel S, Pinnetti S, Seman L, Woerle H-J. Safety, Tolerability, pharmacokinetics and pharmacodynamics following 4 weeks’ treatment with empagliflozin once daily in patients with type 2 diabetes. Diabetes Obes Metab. 2013;15:613-621.
  7. Diener JRC. Calorimetria indireta. Rev Assoc Med Bras 1997; 43 (3): 245 – 253.

KKlinger@webershandwick.com