Chef Junior Durski lança “Jeronimo”, sua nova marca de hamburgueria

Créditos: Gerson Lima

A visão empreendedora do chef Junior Durski, do Madero, o levou a desenvolver uma terceira marca em seu portfólio: Jeronimo. Levando o nome de seu tataravô, que foi o primeiro polonês a imigrar oficialmente para o Brasil, a nova rede de hamburgueria abre seu primeiro restaurante em Curitiba, no shopping Estação, com dois outros restaurantes já confirmados para Brasília e Porto Alegre.

O Jeronimo atende ao grande público, mas tem foco nos millennials – geração Y –, e busca atender as necessidades destes consumidores que exigem agilidade, ambiente contemporâneo, personalização, conveniência, preços acessíveis, tecnologia e, principalmente, ingredientes de qualidade. “É notório o quanto gosto de carnes e cheeseburgers. O Jeronimo é uma proposta diferenciada, que traz os burgerspara quem, como eu, gosta e quer apreciá-los em um ambiente mais descontraído, mas, ainda, em um espaço exclusivo. Para quem não abre mão da qualidade na alimentação, mas também quer rapidez, agilidade e confiança, com um cardápio diferenciado do que se encontra hoje, nas opções disponibilizadas nas praças de alimentaçãoUm burger que tem personalidade, mas, com preço de apenas R$ 19”, afirma o chef Junior Durski.

Assim, o Jeronimo traz o menu assinado pelo chef e toda sua preocupação com a saudabilidade dos alimentos ofertados – o burger do Jeronimo tem apenas 15% de gordura, 50% a menos de gordura que normalmente se usa no segmento. O cardápio é enxuto, mas com diferenciais – como a oferta de burger vegetariano, saladas e vinho em taça. As saladas, são, inclusive, destaque no menu do Jeronimo: são cinco opções de caesar salad. Desenvolvidas pelo chef, foram criadas para oferecer sabor mas, também, quantidade e preço. A caesar salad clássica com peito de frango – sendo o frango escabeche com molho do chef, servido frio sobre as folhas – sai por apenas R$ 24.  O ambiente é personalizado, fora da praça de alimentação, com projeto arquitetônico assinado pela arquiteta Kethlen Ribas Durski e mural assinado pelo artista Rimon Guimarães. O primeiro restaurante da marca inicia as atividades em Curitiba, capital paranaense, no Shopping Estação, com um espaço de 343 metros quadrados e 130 lugares.

Créditos: Rubens Kato

Smash

Pão brioche toasted. Maionese artesanal do chef. Carne smash na chapa de aço cromado. Alface, tomate, queijo cheddar derretido. Smash? Nem grelhado, nem assado, nem frito. O burger do Jeronimo é smash it, quando a carne entra em contato com o calor da chapa de aço cromado em altíssima temperatura, criando uma casquinha por fora e mantendo toda a suculência. Não há uso de gordura no processo smash.

O cardápio do Jeronimo traz burgers, batata frita com corte especial, saladas, sobremesas e bebidas. Nos sanduíches, o pão brioche toasted é preparado na hora, servido quentinho com um pouco de manteiga. Para quem gosta de mais sabor, bacon está à disposição, incluindo o cheese bacon. “Nossos burgers são preparados na hora do pedido do cliente, dentro do conceito de taylor made. Eles não ficam prontos, esperando pelo pedido. Nosso pão brioche é feito a partir de receita exclusiva, produzido em nossa cozinha central, um diferencial em nosso burger”, enfatiza o chef.

As saladas atendem àqueles que curtem uma alimentação mais leve, em cinco versões de caesar salad – básica, com escabeche de peito de frango, a chicken crispy, com lombinho defumado ou, ainda, para os vegetarianos, com cogumelos e grão-de-bico. Para sobremesa, palha italiana e brigadeiro de colher.  Nas bebidas, três opções de cervejas – Heineken, Sol e Eisenbahn (American Ipa e Weizenbier) e vinho em taça, Olaria, português, além de bebidas naturais, como as lemonades, chás e suco.

Tecnologia para atendimento

Uma das preocupações do chef, ao entrar com a nova marca no mercado, foi oferecer tecnologias para facilitar a aproximação do cliente com o Jeronimo, principalmente nas questões de comodidade e rapidez. Nos restaurantes, a opção tradicional de fazer o pedido direto no caixa estará disponível, mas os clientes também poderão utilizar o totem de autoatendimento. Sem precisar ficar na fila, o uso do totem oferecerá agilidade e rapidez para o consumidor, que poderá acessar as opções do cardápio, fazer seu pedido e efetuar o pagamento.

Espaço exclusivo

Segundo a arquiteta Kethlen Ribas Durski, o projeto arquitetônico do Jeronimo tem um conceito totalmente diferente. “Em estilo urbano, tirei partido de elementos industriais para dar o conceito da marca. As paredes em tijolos remetem às ruas do West Village, em New York, enquanto as tubulações, dutos e conduítes aparentes trazem um pouco a cara do Meatpacking, na mesma cidade. A iluminação, toda aparente e robusta, reforça ainda mais este conceito”, explica. “Minha intenção é trazer um ambiente despojado, cool, onde as pessoas possam confraternizar e desfrutar de momentos agradáveis e especiais.” A arquiteta reforça que o público alvo, os millennials, certamente identificam-se com este estilo arquitetônico, onde as coisas simplesmente parecem acontecer de forma orgânica e natural. “A jabuticabeira completa a imagem da cidade, trazendo um pouco de natureza para dentro do espaço. As paredes grafitadas reforçam o clima city cool, além de trazer arte ao espaço”, expõe.

“Quando sugeri o nome Jeronimo à nova operação, já tinha em mente exatamente o estilo que imprimiria a ele. Buscando na história deste nosso ancestral mais célebre e ilustre, descobrimos que a ligação com a arte já vinha desde os remotos tempos, e por esta razão, meu briefing ao grafiteiro, neste caso, o Rimon Guimarães, foi a riqueza da imigração, já que Jeronimo, tataravô do Junior Durski, foi o primeiro imigrante polonês a ingressar oficialmente no Brasil. Esta é a história impressa dentro do grafite do primeiro Jeronimo. E o Jeronimo é isso: um restaurante democrático, com muito estilo, e que convida as pessoas a desfrutar de bons momentos”, complementa Kethlen.

Modelo de negócio

Jeronimo é um restaurante na categoria fast casual, um mercado em expansão, que atende ao público em geral porém, com foco nos millennials, público diferenciado e exigente, que busca engajamento digital, qualidade nos ingredientes, ambientes contemporâneos, preço e agilidade.

Investimento e expansão

Jeronimo tem um investimento de R$ 80 milhões no primeiro ano na marca. Para 2018 estão previstas a abertura de 20 novos restaurantes, além dos dois com endereço já definido em Brasília e Porto Alegre. O Jeronimo é a terceira marca do Grupo Durski.

Serviço

Jeronimo

Dê um smash na sua fome

Modelo de negócio – fast casual

Inauguração – 31 de outubro

Primeiro restaurante – Shopping Estação – Curitiba/PR

Metragem – 343 metros quadrados

Capacidade – 130 pessoas

Horário de atendimento – segunda a domingo, das 11h às 22h

Expansão 2018 – Brasília e Porto Alegre, além de outros 20 restaurantes

Investimento – 80 milhões/primeiro ano

Controlador – Grupo Durski

Site – jeronimoburger.com.br

Redes sociais – Facebook e Instagram /@jeronimoburger