A NRF e o desafio de encantar clientes

Por Patricia Martins*

 

Desenvolver estratégias para encantar o consumidor está cada vez mais complicado. Com o avanço da tecnologia e as informações encontradas na internet, os consumidores não se surpreendem mais com as maneiras que o marketing encontra para lançar novos produtos ou expor mercadorias no ponto de venda.

O consumidor precisa ser constantemente conquistado (e encantado) para não migrar de uma marca para outra ou de um estabelecimento para outro. Fidelizar o cliente em uma era onde tudo está mais acessível pelo e-commerce – ou pelas redes sociais – é o grande desafio do século para o varejo.

Anualmente, a NRF oferece aos seus participantes muitas informações e insights. Tudo para ser aplicado no dia a dia de qualquer empresa que consiga adaptá-los para o seu modelo de negócios e, assim, fazer com que as vendas não sejam perdidas ao longo do ano.

As grandes empresas ainda encontram dificuldades em fazer o que as menores já fazem com destreza: tratar o consumidor como uma peça importante para o seu negócio e atendê-lo como o ser único que ele é. Torná-lo uma peça importante faz com que ele se sinta valorizado e respeitado.

Competir com o varejo informal das redes sociais está cada vez mais difícil. Atualmente, há muitos perfis de lojas no Instagram que fazem vendas por meio do direct. Em sua maioria, são roupas e acessórios, mas também podemos ver timidamente o comércio de alimentos e suprimentos para quem busca uma alimentação saudável e pratica atividades físicas.

O próprio Whatsapp se tornou um meio de comunicação muito utilizado por pizzarias e restaurantes que, por sua vez, mantêm uma comunicação direta com os seus clientes e captam feedbacks que servirão para melhorar ainda mais o seu atendimento. Então, diante desta nova realidade, surge um questionamento: o que, nesse sentido, estariam fazendo os grandes varejistas? Fica a reflexão sobre isso

A rapidez com que a comunicação em rede evolui não é acompanhada pelo varejo. O consumidor não é mais tão impressionável como antes e percebe, de longe, quando está sendo manipulado. E compreender o que o cliente atual precisa está na vertente do que a NRF vem a nos oferecer em 2018: uma tecnologia de ponta, pronta para ampliar o leque de opções nas estratégias de comunicação e marketing para os próximos anos.

 

*Patricia Martins é coordenadora de Comunicação e Marketing da Academia de Varejo

Talvez você se interesse por estes artigos

Fechar Menu