O filme “Águas Selvagens” inicia filmagens, em coprodução com a Argentina

Desde o dia 15 de julho, teve início o período de filmagens do longa-metragem “Águas Selvagens” uma coprodução entre o Brasil e a Argentina, com elenco formado por atores brasileiros, argentinos e uruguaios. Nas primeiras semanas, as filmagens concentram-se em Curitiba e cidades próximas da capital paranaense, como Tijucas do Sul, estendedo-se semanas depois até Foz do Iguaçu e à capital portenha, Buenos Aires.

Do lado brasileiro, a produção é Rubens Gennaro e Virginia Moraes, da Laz Audiovisual, empresa de Curitiba que produziu filmes como “Oriundi” (de 2000, estrelado por Anthony Quinn) , “Cafundó” (2005) e “Anita e Garibaldi” (2013). Pela Argentina, a produção é da Cooperativa Romana Audiovisual, de Buenos Aires. No histórico de filmes coproduzidos entre Brasil e Argentina, “Águas Selvagens” é o primeiro que conta com uma produtora do Paraná.

A direção é do argentino Roly Santos, experiente nome da atual geração de cineastas do país, que dirigiu filmes de ficção, documentários e séries como “Hola India” (2014), “Manos unidas” (2012) e “Crisol” (2011), além do inédito “Dedalo”. A história de “Águas Selvagens” é uma trama policial adaptada do romance “El Muertito”, do autor, roteirista e diretor argentino Oscar Tabernise, que também assina o roteiro.

Falado em espanhol, o filme reune atores brasileiros, argentinos e uruguaios, com rostos conhecidos na TV e no cinema. O protagonista é vivido por Roberto Birindelli, uruguaio radicado no Brasil. No núcleo central da trama também estão as atrizes brasileiras Mayana Neiva e Leona Cavalli. Entre os demais atores estão os argentinos Juan Manuel Tellategui, Mario Paz, Daniel Valenzuela e Mausi Martinez; o uruguaio Nestor Nuñez; os brasileiros Allana Lopes, Luiz Guilherme, Hélio Cícero, Giuly Biancato, entre outros.

Na história do filme, Lucio Gualtieri (Roberto Birindelli) é um ex-policial investigador que enfrenta problemas em sua vida pessoal e aceita um trabalho mediano para solucionar um crime qualquer cometido na tríplice fronteira, zona de águas selvagens. Porém, ao chegar, vê-se envolvido em uma trama macabra de assassinatos, prostituição e tráfico de menores. Ao saber da verdade sobre uma organização criminosa, ele passa a ser perseguido. A chave para escapar dessa máfia é o túmulo de “El Muertito”, tido como uma espécie de santo local.

As filmagens têm duração de um mês, estendendo-se até 15 de agosto. A previsão de lançamento comercial é para 2020.

“Águas Selvagens” é financiado no Brasil com recursos do FSA – Fundo Setorial do Audiovisual (que tem o BRDE – Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul como agente financeiro junto à ANCINE - Agencia Nacional do Cinema) e na Argentina, pela produtora e INCAA - Instituto Nacional de Cine y Artes Audiovisuales. O filme tem apoio da Renault, Gol, Sanepar, Hotel La Dolce Vita e Serra Verde Express. Terá distribuição no Brasil pela Imagem Filmes, e também será distribuído na Argentina e em diversos outros países.

FICHA TÉCNICA:

PRODUTORES - VIRGINIA MORAES E RUBENS GENNARO

Virginia Moraes é Engenheira Agrônoma e Produtora de cinema, Perita externa do MinC desde 2010; Especialista em produção audiovisual – MinC, desde 2014. É sócia da Laz Audiovisual Ltda. Desde 1989, é produtora executiva dos filmes de longa-metragem ORIUNDI (2000, com Anthony Quinn), CAFUNDÓ (2005, dirigido por Paulo Betti e Clovis Bueno), e ANITA E GARIBALDI (2013, estrelado por Ana Paula Arósio e Gabriel Braga Nunes).

Rubens Gennaro é cartunista, aquarelista e produtor de cinema e vídeo. É sócio da Laz Audiovisual Ltda. Desde 1988, é produtor executivo dos filmes de longa-metragem ORIUNDI (2000, com Anthony Quinn), CAFUNDÓ (2005, dirigido por Paulo Betti e Clovis Bueno), e ANITA E GARIBALDI (2013, estrelado por Ana Paula Arósio e Gabriel Braga Nunes). Atualmente desenvolve projetos de filmes de longa-metragem e séries para TV, e faz parte do coletivo “Croquis Urbanos de Curitiba”.

DIRETOR - ROLY SANTOS

Roly Santos é um cineasta argentino que faz parte do Centro Experimental de Realización Cinematográfica (CERC- INCAA). Sociólogo graduado (UBA) já filmou em vários países (Irlanda, Itália, Brasil, Chile, Bolívia, Colômbia e Índia), e antes de iniciar as filmagens de “Águas Selvagens”, trabalhou com em coprodução Brasil-Argentina com a produtora paranaense Laz Audiovisual na série “Dedalo”, que será lançada em breve. Em seu currículo estão os seguintes trabalhos: “Caffè Sospeso” (2017, longa documental, Netflix), “Que absurdo es haber crecido” (2000, longa de ficção, seleção IFF San Sebastián, La Habana y Figueira da Foz),  “Manos Unidas” (2014, longa documental, prêmio “Mejor Realización Figueira Film Art. Produziu e dirigiu para TV as séries documentais “Hola India” (2014), “Crisol” (2011) e “New Dubliners”(2016).

ROTEIRISTA - OSCAR TABERNISE

Reconhecido autor, roteirista e diretor argentino, Oscar Tabernise consegue levar a arte ao roteiro. Suas talentosas histórias de drama, amor e comédia propuseram novos formatos e conquistaram altos pontos de audiência ao longo de anos.

Dentro de sua história na televisão Argentina, ‘Um cortado, histórias de café’ o leva a romper com o que se vinha propondo na televisão, com um formato novo que se baseava em histórias breves de baixo orçamento e adaptável a qualquer mercado. Alcançou êxito com 246 episódios em 2 temporadas.

Outro destaque entre suas novelas foi ‘Poliladron’ para Pol-ka, um policial que foi premiado como Melhor programa, Melhor música original, Melhor produção, Melhor ator coadjuvante e Melhor direção. Além de ser exportada aos Estados Unidos, Itália, Espanha, e ao mundo árabe, colocou na TV outro sucesso: ‘Poné a Francella’ para Telefé Argentina, que também foi premiado por seu humor.

Suas histórias também chegaram ao mercado internacional, como: ‘Máximo corazón’ para Telefé Argentina indicada ao prêmio Martín Fierro e exportada para a Itália, Espanha e mais 15 países. Participou também como autor de diversos conteúdos: ‘Dos mujeres’ para Televisa, México; ‘Bellezas indomables’ para Azteca, México, ‘Ladrón de corazones’ para Telemundo, Estados Unidos. Atualmente escreve junto com Leo Bechini para a Televisa e é professor na Universidad de la Plata.

 

EQUIPE

Departamento Nome Cargo
Produção executiva Rubens Aparecido Genaro Produtor Executivo
Virginia Ganter Moraes Produtora Executiva
Isabel Palloma Gennaro Produção Executiva
Beatriz Genaro Produção Executiva
Direção Roly dos Santos Diretor
Kelly Joice Bill 1º Assistente De Direção
Fábio André Barreira 2º Assistente de Direção
Felipe Aufiero Fonseca Continuista
Fotografia Vinícius Eloan de Goss Genaro Diretor de Fotografia
Filipe Parolin de Souza  (Bambu) 1º Assistente de Câmera
Elisa Manuella Ratts Freitas dos Santos 2º Assistente de Câmera
Lucas Kosinski Video Assist Logger
Ramsés Jacob Skalisz Rezende Operador Camera 2
Pedro Rodríguez Still
Som Diego Vinícius Ribas Técnico de Som Direto
Marcelo Ribas Microfonista
Arte Magno Vitor Ferreira Diretor de Arte
Amanda Hagemann Produtora de Objetos
Johannes Drews Assistente Objetos
Controller
Vilmildo Nunes Domingues - Boy Contra Regra
Figurino Ana Paula Rodacki Figurino
Claudiane Fausto Barcellos Perdoncini Assistente de figurino
Maquiagem Andrea Tristão Maquiadora
Giuliana Genari Assist. Maquiadora
Produção Diego Alexandre Stavitzki Diretor de Produção
Kaliupe Cristina Corrêa Sachet Coord. Produção
Luana Bittencourt Krasa Assist. Produção
José Pedro Foltran Assist. Produção
Eduardo Henrique Ribeiro David Platô
Produção de Elenco Paulo Roberto Leite Produtor de Elenco
Rosangela Joaquim Assist. Produção de Elenco
Maquinaria Magnus Pereira Lobo Maquinária
Sandro Augusto Dal Col Lobo Maquinária
Sidney - Chiquinho Chefe de elétrica
Cleverson Gomes de Castro - Zero Ass de elétrica
Motorista Van Dalírio Carneiro Motorista
Clóvis Moreno Sanches Motorista
Motorista Caminhão Emerson - Transparaná Motorista
Motorista Carro Arte Luiz Henrique Lammel Motorista
Apoio Fabiana Fernandes Capelli Apoio Infraestrutura
Edenira Ribeiro Keska Apoio Infraestrutura

ELENCO:

ÁGUAS SELVAGENS


ELENCO PRINCIPAL

 

ROBERTO BIRINDELLI (personagem LUCIO GUALTIERI - EL TANO)

ator uruguaio radicado no Brasil. Entre seus trabalhos mais conhecidos no cinema, interpretou o doleiro Alberto Youssef no longa-metragem “Polícia Federal – A Lei é Para Todos”. Na TV, atuou em novelas e séries na Rede Globo (Passione, Insensato Coração, Império, A Teia) e Record (Apocalipse)

MAYANA NEIVA (personagem RITA AZUCENA DE BENITEZ)

atriz brasileira, nascida na Paraíba, onde foi Miss por seu estado. Tem se destacado em novelas na Rede Globo, como “Ti Ti Ti“, “Amor Eterno Amor“ e “O Outro Lado do Paraíso“. No cinema, foi vista em filmes como como “Os Normais 2“ e na produção curitibana “Para Minha Amada Morta“ (prêmio de melhor atriz no Festival Guarnicê de cinema 2016).

ALLANA LOPES (personagem BLANCA)

Jovem atriz brasileira natural de Brasília, que tem ganhado diversos papeis em séries e filmes. Além de “Águas Selvagens“, ela vai atuar no longa-metragem “O Cemitério das Almas Pedidas“, uma produção do Espírito Santo.

LEONA CAVALLI (personagem DEBORA SHUSTER)

atriz brasileira bastante conhecida por seus trabalhos em cinema e TV. Entre seus filmes mais conhecidos estão: “Amarelo Manga“, “Carandiru“, “Olga“, “Cafundó“, entre outros. Na TV, atuou em novelas da Rede Globo (“Belíssima“, “Totalmente Demais“), e Record (“Apocalipse“), além de ter diversas aparições em episódios de seriados (como “A Grande Família“, “As Brasileiras“, “Os Nomais“).

LUIZ GUILHERME (personagem DALMÁCIO QUIROGA)

ator brasileiro com um extenso currículo. Sua primeira aparição foi em um episódio da clássica série “Vigilante Rodoviário“, em 1961, na TV Tupi. Atuou no filme “O Beijo da Mulher Aranha“ (1985), do renomado diretor argentino naturalizado brasileiro Hector Babenco. Na TV, esteve em novelas de diversas emissoras, como Globo, Record, SBT e canais de TV a cabo.

HÉLIO CÍCERO (personagem ADILSON BARBOSA)

Ator e dramaturgo brasileiro que fundou a Cia Teatral Arnesto Nos Convidou, juntamente com Maucir Campanholi e Samir Yazbek. No cinema atuou nos filmes como “Expresso para Anhaangaba“ (em que foi protagonista), “Tapete Vermelho“, “Boleiros 2“, “Anita e Garibaldi“ e “Doce de Coco“. É professor de interpretação em cursos universitários e escolas de teatro.

JUAN MANUEL TELLATEGUI (personagem FÁBIAN)

ator argentino radicado no Brasil. Iniciou carreira em Buenos Aires. Começou a ser visto no Brasil a partir de 2012, principalmente em peças de teatro, atuando também em cinema, TV e videoclipes.

NESTOR NUÑEZ (personagem EL CHAPA)
ator uruguaio radicado no Brasil, onde naturalizou-se. Atualmente reside nas cidades de Curitiba (PR) e Rio de Janeiro (RJ). Desde cedo foi amante do cinema, mas iniciou sua carreira de ator somente em 2013, atuando em inúmeros trabalhos entre séries, curtas e longas.

GIULY BIANCATTO (personagem NEREIDA)

atriz brasileira. No cinema, atuou nos filmes curitibanos “Gol a Gol“ e “Para Minha Amada Morta“ (Ganhadora do prêmio de melhor atriz coadjuvante no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, em 2015), além do curta “Tarântula“.

MARIO PAZ (personagem DR. DIEGUEZ)

ator argentino radicado no Brasil. Atuou em novelas como “Viver a Vida“, “Ligações Perigosas“, entre outras. No cinema, esteve no sucesso de bilheteria “Se Eu Fosse Você“, e “O Duelo“ (uma adaptação do romance “O Capitão de Longo Curso“, de Jorge Amado)

DANIEL VALENZUELA (personagem FABRO)

ator argentino, que atuou em alguns dos mais conhecidos filmes do cinema portenho recente, como “O Pântano“, “Do Outro Lado da Lei“, “Plata Queimada“, “Mundo Grúa“, “Crônica de uma Fuga“, entre outros.

MAUSI MARTINEZ (personagem JUANA)

atriz e cineasta argentina, com extensa carreira em teatro e cinema, com cerca de 30 filmes e 8 espetáculos teatrais. Seu filme mais recente foi “O Almoço“, de 2015. Teve uma aparição na produção hollywoodiana “Highlander 2: A Ressurreição“ (de 1991). Atuou no filme brasileiro “Do Começo ao Fim“.

ED CANEDO (personagem LEONARDO ALVES)

Ator brasileiro. Atuou em produções rodadas no Paraná, como “Estômago“ e “400 Contra 1: Uma História do Crime Organizado“.

ANASTÁCIA CUSTÓDIO (personagem MÃE DE BLANCA)

atriz brasileira nascidas em Montes Claros (MG). Ela atua no espetáculo teatral “Trair e Coçar é só Começar“, em cartaz há mais de 30 anos. Há 17 anos, ela faz o papel da empregada Olímpia. Em sua carreira também atuou em diversas novelas e outras peças de teatro.

(redacao11@lidemultimidia.com.br)

Talvez você se interesse por estes artigos

Fechar Menu