Prati-Donaduzzi está entre as 1.000 maiores empresas do Brasil pelo sexto ano consecutivo

0
531

A farmacêutica paranaense PratiDonaduzzi, marcou presença, mais uma vez, na lista das 1.000 melhores e maiores empresas brasileiras. Esta é a sexta vez que a indústria aparece no ranking elaborado pela Revista Exame. No mês passado, a companhia figurou entre as maiores organizações no Anuário Valor 1000, desenvolvido pelo Jornal Valor Econômico.

O resultado divulgado pela Revista Exame, no início do mês, também revela que a PratiDonaduzzi ocupa a 755ª posição no geral e a 12ª no segmento farmacêutico.

Este levantamento é considerado um dos mais importantes do mercado brasileiro. Para chegar ao resultado, avaliou mais de 3 mil empresas, divididas em 20 setores da economia brasileira que se destacaram em 2018. Além disso, também divulgaram a lista das mil maiores empresas do país.

No total, são contempladas 22 categorias: Atacado; Auto indústria; Bens de Capital; Bens de Consumo; Eletroeletrônicos; Energia; Farmacêutico; Indústria de Construção; Indústria Digital; Infraestrutura; Mineração; Papel e Celulose; Química e Petroquímica; Saúde; Serviços; Siderurgia e Metalurgia; Telecomunicações; Têxtil; Transporte; Varejo; a Melhor do Agronegócio; e a Melhor Empresa do Ano.

Para o diretor-presidente da PratiDonaduzzi, Eder Fernando Maffissoni, a classificação no ranking da EXAME destaca a robustez dos negócios da indústria, que hoje, é a maior produtora de medicamentos genéricos do Brasil*.

“Estar pela sexta vez consecutiva entre as mil maiores empresas do Brasil é motivo de orgulho. O reconhecimento reafirma nossa solidez no mercado farmacêutico. E nos dá força para continuarmos a investir em novas tecnologias, infraestrutura e, principalmente, nas pessoas”, afirmou.

Crescimento

Com a previsão de crescer em média 15% ao ano, a PratiDonaduzzi encerrou o primeiro semestre de 2019 com 46 novas apresentações de medicamentos, totalizando em seu portfólio 354 produtos.

Para alcançar esses objetivos e, finalizar o ano com a produção aproximada de 12 bilhões de doses, a farmacêutica tem feito investimentos em várias áreas. Entre eles, em aperfeiçoamento dos processos, sobretudo, em pesquisa, inovação, aquisição de novos equipamentos e contratação de mão de obra qualificada.

Comments are closed.