Casas de tortas voltaram a atender presencialmente em Carambeí

0
193

Decreto municipal permitia atendimento apenas por delivery e drive-thru

Torta de Mexerica

Torta de Mexerica servida pelo Frederica’s Koffiehuis

Apoiar associados e buscar ações que os ajudem, principalmente durante a pandemia de Covid-19, faz parte da missão do Sindicato Empresarial de Hotelaria e Gastronomia dos Campos Gerais (SEHG) e foi exatamente isso o que aconteceu em 12 de agosto quando a entidade se reuniu com a Prefeitura Municipal de Carambeí.

O encontro virtual aconteceu após a solicitação do associado Frederica’s Koffiehuis que buscava uma maneira de voltar com seu atendimento presencial, impedido por um decreto municipal durante dois meses.

Segundo o hoteleiro Daniel Wagner, presidente do Sindicato, a conversa é a melhor maneira para buscar ações que favoreçam os associados e também respeitem as determinações dos órgãos municipais. “A intenção da reunião era entender o que impedia a prefeitura de autorizar os estabelecimentos a abrirem e como a volta do atendimento poderia acontecer”.

Acompanhado da assessora jurídica do SEHG, Stella Malucelli, e do diretor administrativo do Frederica’s, Christian Dykstra, foram discutidas ações que viabilizassem o atendimento e apresentados exemplos adotados em outras cidades, como Ponta Grossa, como as sugestões poderiam ser aplicadas em Carambeí.

Após o debate, ficou definida a criação de um Termo de Ajustamento de Conduta entre as empresas da cidade para ser apresentado à gestão municipal. Para Christian, “a intermediação do sindicato acabou por facilitar um diálogo com a prefeitura, que possibilitou a flexibilização do decreto municipal para abertura parcial das casas de Tortas de Carambeí”.

Reunião aconteceu para buscar uma solução para a volta do atendimento das casas de torta na cidade

Segundo Dykstra, a conquista foi essencial e importante por possibilitar a retomada das atividades após mais de dois meses atendendo apenas por delivery. “A união das empresas, composta por empresários experientes do setor, junto a um Sindicato bem estruturado, acabam refletindo positivamente no desenvolvimento e economia da região”, finaliza.

Para Daniel, apesar de ser uma demanda de um associado, todas as casas de tortas de Carambeí se beneficiaram. “Nossas ações tem um efeito dominó, onde uma mudança na CCT, termo aditivo, uma reunião com órgãos municipais ou mesmo participação em uma campanha, refletem em todos as empresas do setor”, enfatiza.

 

O que ficou definido no Termo de Ajustamento de Conduta

Antes o atendimento era diário somente por delivery e drive-thru, após a reunião o atendimento se tornou presencial de segunda a sexta das 9h às 19h e até às 22 horas por delivery. No fim de semana ficou estabelecimento atendimento apenas por delivery e drive-thru das 9h às 22h.

A capacidade de atendimento é de 50%, todos os clientes precisam ter a temperatura aferida na entrada do estabelecimento, é preciso disponibilizar álcool 70% no acesso ao local e principais áreas de atendimento. Também ficou ajustado a higienização constante de bancos, mesas, cadeiras e superfícies de toque.

Outra determinação é higienizar os pisos e banheiros com água sanitária no início das atividades e período de funcionamento com intervalo de até 3 horas. Distanciamento entre as mesas de 2 metros e uso obrigatório de luvas e máscaras por funcionários.