Empreendedorismo social ajuda moradores e donos de pequenos negócios em comunidades carentes de Curitiba

A empresa Youngers arrecada doações e fornece vouchers de R$100 para que moradores consumam em mercadinhos, estimulando a economia local

Empreendedorismo social ajuda moradores e donos de pequenos negócios em comunidades carentes de Curitiba

Geovana Conti, CEO da Youngers, que tem proporcionado o auxílio a moradores e pequenos negócios durante a quarentena. Crédito: Divulgação

A empresa social Youngers tem como um de seus compromissos ajudar os moradores de diversas comunidades carentes de Curitiba e região metropolitana por meio do empreendedorismo e da inserção no mercado de trabalho. Com a pandemia do coronavírus, muitas famílias precisaram de auxílio com urgência para comprar itens essenciais. Mas, os moradores não eram os únicos com necessidades. Os empreendedores locais também sofriam com a queda de faturamento de seus negócios. Foi aí que, para ajudar ambos os públicos, a empresa criou o projeto Vale Quarentena.

A empresa realizou o cadastro de moradores que precisariam do auxílio financeiro com base no trabalho de curadores em cada localidade. A partir de doações recebidas, a empresa distribui vouchers de R$100 para moradores cadastrados gastar o dinheiro em mercados locais também, previamente, registrados. Após a apresentação das notas fiscais para demonstrar as compras feitas através dos vouchers, o dinheiro é transferido. Dez por cento do valor arrecadado fica com a própria Youngers para subsidiar a operação.

“Nesse período de pandemia, a fome é uma das maiores preocupações nas comunidades. Muitos moradores recebem algumas cestas básicas, mas elas não incluem todos os produtos necessários para as famílias. Então, o Vale Quarentena oportuniza que eles escolham e adquiram em mercados locais, o que ajuda no sustento dos empreendedores e trabalhadores desses negócios. Criamos uma cadeia de colaboração”, explica a CEO da Youngers, Geovana Conti.

Ao todo, em pouco mais de 60 dias, mais de mil pessoas de oito comunidades da capital paranaense já foram beneficiadas. A primeira fase da campanha beneficiou pequenos empresários locais e a segunda ajudará artistas que estão sofrendo com a interrupção de suas atividades.

Empreendedorismo social ajuda moradores e donos de pequenos negócios em comunidades carentes de Curitiba

O Vale Quarentena é um dos projetos da Youngers que atua para estimular o empreendedorismo e a inserção de profissionais no mercado de trabalho. Crédito: Youngers/Divulgação

Além das doações vindas de pessoas físicas, a campanha também recebe valores de pessoas jurídicas. Entre os parceiros estão importantes startups locais, como Ebanx, Pipefy, Olist, Madeira Madeira, BCredi, Contabilizei, RentCars, entre outros.

A consultora do Sebrae/PR, Marcia Giubertoni, ressalta a importância da ajuda às pessoas mais necessitadas e do estímulo ao crescimento dos pequenos negócios. “Ao promover o encontro de clientes com uma rede de empresas cadastradas a ação contribui de maneira efetiva para o fortalecimento do pequeno negócio. Ao incentivar o pequeno negócio, o cidadão colabora para a manutenção de empregos, além de fazer a economia girar localmente. Essa é a melhor maneira de enfrentarmos essa crise”, explica.

Uma das beneficiadas pela ação é Roberta Medeiros, dona do mercado Medeiros, no bairro Ganchinho, em Curitiba. Segundo ela, desde o início da ação no mês de abril, mais de 60 famílias já foram beneficiadas com os vouchers, o que contribuiu também para que o negócio permanecesse com as contas em dia.

Empreendedorismo social ajuda moradores e donos de pequenos negócios em comunidades carentes de Curitiba

Moradores do bairro Ganchinho aproveitaram o Vale Quarentena para comprar itens no mercado Medeiros. Crédito: Divulgação

“O Vale colabora não apenas para as pessoas mais carentes que conseguem colocar a comida na mesa, mas movimenta uma cadeia de colaboração. Temos cinco funcionários no mercado e o vale colaborou para que os empregos dessas cinco pessoas fossem mantidos e para que elas pudessem ajudar suas famílias. É um efeito dominó positivo. Esse é um trabalho sério e ficamos felizes de fazer parte dele”, explicou.

Os cadastros e a doações podem ser realizados por meio do site do Vale Quarentena.