Itaipu implanta sistema que acompanha atividades no campo em tempo real

As ações de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) na região Oeste serão monitoradas pelo aplicativo ArcGIS Survey123.

Itaipu implanta sistema que acompanha atividades no campo em tempo real

Itaipu implanta sistema que acompanha atividades no campo em tempo real

Formas de comercialização da produção rural é um dos temas das assistências prestadas na região. Foto: Alexandre Marchetti/Itaipu Binacional

A Divisão de Ação Ambiental da Itaipu Binacional implantou nesta semana um sistema de monitoramento das atividades de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) no Oeste Paranaense. A partir desta quinta-feira (1º), todos os 54 técnicos das instituições parceiras – Biolabore e Capa – poderão utilizar a aplicação ArcGIS Survey123, um sistema que facilita a gestão e fiscalização dos contratos, convênios e todas as atividades de Ater. O sistema foi desenvolvido em parceria com a Divisão de Apoio Operacional e não gerou custos adicionais à Itaipu.

De acordo com o técnico Ronaldo Pavlak, da MAPA.CD, o público das atividades de assistência técnica e extensão rural, promovidas por Itaipu e parceiros, são os agricultores familiares da região. Eles recebem assessoria para difusão de tecnologias de produção de forma sustentável e orgânica, o que contribui com a segurança hídrica e com os múltiplos usos do reservatório.

“Nosso foco é ajudar os agricultores a produzirem de forma sustentável, com o uso de novas tecnologias de cultivo. Passamos informações em relação ao planejamento da produção e os planos de manejo para certificação de propriedade orgânica. Também atuamos em questões pontuais, como o controle de uma praga, e fornecemos toda a orientação para as agroindústrias familiares, entre outras atividades”, explica Pavlak.

O acompanhamento dessas atividades, até então, era feito todo no papel. O técnico terceirizado ia a campo, interagia com o agricultor e preenchia um formulário. Esse formulário gerava um relatório que, ao final do mês, era entregue aos profissionais da Itaipu.

Itaipu implanta sistema que acompanha atividades no campo em tempo real

Reprodução da tela do ArcGIS Survey123.

Agora toda a atividade será preenchida em formulários eletrônicos em tablets. Por meio de GPS, o sistema informa a geolocalização da propriedade. O técnico preenche informações como o tipo de atividade (se é individual ou coletiva), o status do agricultor (se for novo, já preenche o cadastro), o objetivo da assessoria (apicultura, avicultura, bovinocultura, entre várias outras). Ele também pode tirar fotos dos documentos e da atividade em si.

A ferramenta possibilita o controle de carga horária das atividades realizadas, além do registro das orientações e das recomendações técnicas prestadas pela equipe contratada. O técnico pode fazer todas as marcações no modo off-line e, ao final do dia ou assim que estiver com acesso à internet, os trabalhos realizados são carregados ao banco de dados da Itaipu, possibilitando o acompanhamento em tempo real pela área gestora.

“A ideia é unificar o banco de dados e facilitar a nossa gestão interna. Também podemos cruzar informações, ter um banco único e padronizado”, explica Pavlak. “Podemos, ainda, gerar gráficos de acompanhamento para os superiores visualizarem de maneira facilitada e com maior riqueza de detalhes. Isso ajuda na tomada de decisão da alta gestão”, conclui.